CPTM contrata por R$ 620 mil dispositivo redutor de vão na plataforma 9 da estação Palmeiras-Barra Funda

Dispositivo já foi instalado na plataforma 1 da Estação da Luz. Foto: CPTM

Conhecidos como borrachões de segurança, os dispositivos já foram instalados em outras estações da companhia de trens, como na Luz

ALEXANDRE PELEGI

A distância entre o trem e a plataforma é um problema recorrente na CPTM. Vários acidentes têm acontecido nos últimos anos devido a esta situação.

A Companhia tem adotado a prática de instalar um borrachão de proteção para solucionar o problema paliativamente.

O dispositivo de redução já foi instalado na plataforma 1 da Estação da Luz, utilizada pelos passageiros da Linha 7-Rubi, e também na plataforma 4 da Linha 11- Coral.

Ao diminuir a distância entre o trem e a plataforma, o borrachão, como é conhecido, aumenta a segurança no embarque e desembarque.

Cerca de 500 mil passageiros circulam diariamente pela Estação da Luz.

A plataforma 9, da estação Palmeiras-Barra Funda, será a próxima a receber o dispositivo, reduzindo o risco de acidentes.

O dispositivo redutor de vão, uma espécie de complemento de plataforma, terá largura de 70 a 100 mm.

Nesta quarta-feira, 01 de junho de 2022, a Companhia publicou no Diário Oficial a homologação da licitação, adjudicação e extrato de contrato referente a esses serviços.

A Contratada foi a Retaprene Comércio de Plásticos e Elastômeros Eireli, que venceu o Pregão Eletrônico pelo valor de R$ 620 mil.

A empresa terá prazo de dois meses para concluir os serviços.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta