Sistema de trens e metrô de São Paulo terá operação especial nos dias da Virada Cultural

Linhas vão funcionar de maneira ininterrupta e com algumas estações abertas para entrada e saída de passageiros

WILLIAN MOREIRA

Neste final de semana dos dias 28 e 29 de maio de 2022, a cidade de São Paulo recebe mais uma edição da Virada Cultural com shows e outros eventos de entretenimento e cultura em diferentes pontos.

Para atender ao deslocamento deste público, a Secretaria dos Transportes Metropolitanos coloca em prática uma estratégia especial de operação com a ampliação do horário de funcionamento nas linhas de trem da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), ViaMobilidade e de metrô.

Nas linhas estatais do metrô, as operações começam sábado às 4h40 como normalmente acontece e, na madrugada de sábado para domingo, as estações São Bento, da Linha 1-Azul, e Anhangabaú, da Linha 3-Vermelha, funcionarão ininterruptamente para embarque e desembarque.

O acesso a estes locais será possível pelo acesso do Vale (São Bento) e acesso Formosa (Anhangabaú).

No domingo (29) as estações da CPTM que possuem integração com metrô estarão com as transferências abertas e liberadas.

Já as estações de São Miguel Paulista na Linha 12-Safira e José Bonifácio na Linha 11-Coral, funcionando sem fechar para embarques e desembarques.

As linhas concedidas à iniciativa privada, a Linha 4-Amarela, 5-Lilás, 8-Diamante e 9-Esmeralda respectivamente operadas pela ViaQuatro e ViaMobilidade, contarão com o desembarque liberado durante toda a madrugada também de sábado para domingo.

O reforço no quadro de segurança será realizado para os dois dias do evento e mais trens serão colocados em operação caso for preciso.

A Secretaria de Transportes pede que as pessoas realizem a compra antecipada do bilhete para ir curtir o evento, seja por meio do QR Code digital no aplicativo TOP ou via WhatsApp no 11 3888-2200 e em papel nos terminais de auto atendimento.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta