Santo André terá 20 ônibus elétricos em operação até junho de 2023

Marcopolo Attivi é fabricado totalmente no Brasil. Foto: Helber Aggio/PSA.

Previsão foi divulgada pela Prefeitura após apresentação de veículo em testes pela Suzantur, nesta sexta (20)

JESSICA MARQUES

A cidade de Santo André, no ABC Paulista, terá 20 ônibus elétricos em operação no transporte coletivo até junho de 2023.

Os detalhes foram divulgados pela Prefeitura após a apresentação de um veículo elétrico da Marcopolo, em testes pela Suzantur, nesta sexta-feira, 20 de maio de 2022.

Segundo a administração municipal, o veículo começa a operar com passageiros a partir do final de junho.

O veículo produzido pela Marcopolo será adquirido pela Suzantur.

Durante a apresentação, o veículo saiu do Terminal da Vila Luzita e foi até o Paço Municipal.

Por enquanto, este primeiro ônibus passa por testes assistidos, usando lastros simulando os passageiros.

“A previsão é que até o primeiro semestre do ano que vem cerca de 20 unidades do tipo estejam circulando em Santo André, após passarem por todas as certificações e homologações. Também serão necessárias adequações de cabine primária e fornecimento de energia elétrica no terminal de ônibus da Vila Luzita”, informou a Prefeitura, em nota.

Relembre:

Ônibus elétrico da Suzantur é incorporado à frota municipal de Santo André (SP)

 

“Testamos esta nova tecnologia de perto e está aprovada, com ótima fluidez, qualidade de ponta e que ajuda na sustentabilidade. Santo André anda a cada dia mais para se atualizar, trazer novas experiências e modernização em todas as áreas. A mobilidade é assunto importante na cidade e vamos seguir investindo no dia a dia dos trabalhadores andreenses”, disse o prefeito Paulo Serra, também em nota.

O ônibus possui baterias com recarga rápida de até quatro horas com autonomia para 250 km por dia com um carga noturna, sendo que pode transportar 87 passageiros, dependendo do comprimento e quantidade de portas.

As provas se estenderão até o final do ano na lista de testes da Marcopolo, na cidade de Caxias do Sul (RS), e os primeiros lotes comercializáveis chegam ao mercado no início de 2023.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta