Abrati ressalta importância do trânsito seguro nas rodovias e estradas

Rodoviárias que participarão do evento são das cidades de Teresina, Fortaleza, Recife, Salvador, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória e Curitiba. Foto: Divulgação / SMCS.

Associação fará mobilização nacional nas rodoviárias do Brasil na manhã de sexta (20)

WILLIAN MOREIRA

A Abrati (Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros) informou que fará, durante todo este mês de maio, ações de conscientização para motoristas sobre a importância da segurança no trânsito de rodovias e estradas pelo país.

A associação informou que fará uma mobilização nacional nas rodoviárias do Brasil na manhã de sexta-feira, 20 de maio de 2022. As rodoviárias que participarão do evento são das cidades de Teresina, Fortaleza, Recife, Salvador, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória e Curitiba.

Com o slogan “Juntos Salvamos Vidas”, a campanha utiliza dos canais virtuais de comunicação da associação para mostrar os investimentos e capacitação das empresa participantes em prol de vias mais seguras.

Além disso, destaca também o comprometimento para ajudar na mudança comportamental dos condutores que em várias situações acabam se colocando e criando riscos nas estradas por desobedecer às práticas básicas do transporte.

Segundo a Abrati, isto pode resultar em um grande prejuízo e diante do cenário, a campanha se faz muito importante.

A ação conta com apoio da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) para reforçar que o transporte de passageiros deve seguir os padrões definidos.

“É preciso chamar a atenção de todos para o fato de que uma oferta de passagens mais baratas pode estar relacionada diretamente à falta de padrões de manutenção e ao descuido na capacitação dos motoristas, que pode colocar em risco a vida dos passageiros”, ressalta a conselheira e porta-voz da Abrati, Letícia Pineschi, em nota divulgada para a imprensa.

Nas empresas regulares do transporte rodoviário, aplicativos de alerta, controle de velocidade e monitoramento da viagem são itens presentes, assim como o embarque e desembarque dos passageiros acontece em terminais de ônibus seguros e fiscalizados com certa frequência.

Outro diferencial do transporte regulamentado em relação ao clandestino, segundo a Abrati, é que em caso de um acidente, seguros e indenizações estão garantidas por lei, isto desde o seguro da bagagem até coberturas em caso de acidente.

“Todas essas ações preservam vidas, reduzem acidentes e possibilitam mais segurança nas estradas, e esses dados precisam ser mostrados com efetividade para que possamos construir um trânsito mais seguro”, completa Letícia Pineschi.

SOBRE O MAIO AMARELO

A campanha e ações que compõe o “Maio Amarelo”,surgiu de uma idealização do Observatório Nacional de Segurança Viária, com o apoio central do SEST SENAT (Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte) e CNT (Confederação Nacional do Transporte) que buscam criar mecanismos que além de apontar riscos no trânsito diariamente, colocar em pauta a importância e medidas que resultem em um tráfego mais seguro, contando inclusive com apoio do poder público, prefeituras, governos estaduais e federal, além da sociedade civil.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta