Metrô de São Paulo encomenda Tatuzão para ampliar Linha 2-Verde

Ampliação será entre as estações Vila Prudente e Penha. Foto: Adamo Bazani.

Segundo a Companhia, máquina fabricada na China será usada para construir túneis

JESSICA MARQUES

O Metrô de São Paulo informou que encomendou a máquina Shield para construir os túneis da ampliação da Linha 2-Verde, entre Vila Prudente e Penha.

O “Tatuzão”, como é conhecido popularmente, será fabricado na China. A estimativa é de que a máquina chegue ao Brasil em meados de 2023 para ser montada e iniciar os trabalhos na região da Vila Formosa.

A tuneladora foi adquirida da empresa China Railway Engineering Equipament Group Co. – CREG, através do Consórcio Linha 2 Verde (contratado pelo Metrô).

“O equipamento terá aproximadamente 100 metros de comprimento, com roda de corte de 11,65 metros de diâmetro – maior que as rodas de corte usados pelo Metrô na construção das linhas 4-Amarela e 5-Lilás, que tinham 9,41m e 10,58m respectivamente. Esse tamanho da roda de corte determina a medida do túnel que será construído, que vai ter cerca de 12m de diâmetro ao longo dos cerca de 8 km de extensão entre o VSE Falchi Gianini (após a estação Vila Prudente) e a Estação Penha”, detalhou o Metrô, em nota.

Segundo o secretário dos Transportes Metropolitanos, Paulo Galli, a tuneladora vai construir 8 quilômetros de túneis.

“A encomenda do Shield marca um grande avanço nas obras da Linha 2-Verde, que já estão em um bom nível de execução”, afirma.

Além da roda de corte, que fica na frente da máquina, o Shield conta com uma estrutura de apoio para movimentá-lo, instalar os anéis de concreto que revestem os túneis e também para a remoção de terra escavada, com rolamento e uma rosca sem fim, que ajuda a levar materiais. Ao todo, essa estrutura chega ao peso de quase 500 toneladas.

OBRAS

Segundo o Metrô, o início dos trabalhos do Tatuzão deve acontecer no canteiro de obras do complexo Rapadura, que é um poço intermediário entre as futuras estações Vila Formosa e Santa Isabel.

Ainda de acordo com a companhia, as escavações acontecem no local para poder receber a máquina que vai partir com direção ao Poço Falchi Gianini, que fica entre as estações Vila Prudente (já em operação) e Orfanato, que é a primeira do novo trecho. Depois o Shield vai escavar o trecho entre o complexo Rapadura e a Penha.

AMPLIAÇÃO

A ampliação da Linha 2-Verde foi retomada pelo Metrô, que está construindo mais 8,4 quilômetros de vias e oito novas estações: Orfanato, Santa Clara, Anália Franco, Vila Formosa, Santa Isabel, Guilherme Giorgi, Aricanduva e Penha.

Essa etapa deve ser concluída em 2026 e a Linha 2 passará a ter 23 km de extensão, com 22 estações de Vila Madalena a Penha. Ela será a linha de metrô mais extensa de São Paulo, conectando-se diretamente com as linhas 1-Azul (Paraíso e Ana Rosa) 3-Vermelha (Penha), 4-Amarela (Paulista), 5-Lilás (Chácara Klabin), 15-Prata (Vila Prudente) e 11-Coral (em Penha), transportando cerca de 1,3 milhão de pessoas por dia.

De acordo com o Metrô, esse novo trecho deve acrescentar mais de 300 mil passageiros diários à linha, facilitando o trajeto de quem vem da zona leste com destino às regiões da Paulista, sul e sudoeste da capital. “Também deve melhorar a distribuição dos passageiros pela rede de transporte sobre trilhos, em especial nas linhas 3-Vermelha e 1-Azul”.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta