Campinas (SP) recebe 103 abrigos de ônibus padrão ‘Glicério’ em quatro meses

Atualmente, a empresa Eletromidia é a responsável pela implantação e manutenção dos abrigos em Campinas. Foto: Divulgação.

Modernização dos mobiliários é feita por concessão pública, nos principais corredores do transporte e no centro

JESSICA MARQUES

Nos quatro primeiros meses de 2022, a cidade de Campinas, no interior paulista, recebeu 103 abrigos de ônibus no padrão “Glicério”.

Segundo a Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas), a implantação é realizada por concessão pública.

Atualmente, a empresa Eletromidia é a responsável pela implantação e manutenção dos abrigos na cidade.

A Eletromidia adquiriu a empresa Moohb, o que acelerou o ritmo de implantações, segundo a Prefeitura.

As estruturas são instaladas nos principais corredores do transporte público coletivo e no raio de cinco quilômetros a partir do Centro, onde há maior demanda de embarque de passageiros.

Entre as vias contempladas pelos novos abrigos estão Barão de Itapura, Brasil, Saudade, Ângelo Simões, Dr. Moraes Salles, Francisco de Paula Oliveira Nazaré, Governador Pedro de Toledo, João Penido Burnier, Luiz Smânio, Nossa Senhora de Fátima, Presidente Juscelino, Prestes Maia, Rio de Janeiro, São José dos Campos, Dr. Salles Oliveira, Duartina e Saldanha Marinho.

PADRÃO

Os novos abrigos implantados são do padrão “Glicério” e possuem quatro assentos individuais, cobertura de material leve e resistente a impactos e iluminação LED.

Segundo a Emdec, o modelo adotado também favorece o acesso das pessoas com mobilidade reduzida ao transporte público, já que conta com espaço para cadeirantes e piso podotátil no entorno.

Além disso, durante a espera pelo ônibus, os usuários podem recarregar os celulares nas tomadas USB disponíveis nos abrigos. Os mobiliários também exibem a relação de linhas atendidas pelo ponto.

CONCESSÃO

A concessão que promove a renovação dos abrigos foi firmada em 2018 e soma 404 novos mobiliários implantados e outros 44 abrigos sob sua gestão.

De acordo com a Emdec, ao final do contrato, serão 894 novos abrigos instalados. A renovação do mobiliário e sua manutenção é proveniente da exploração publicitária, com exclusividade, dos pontos de parada concedidos, através dos chamados MUPI’s (Mobiliários Urbanos Para Informação).

A Eletromidia também está modernizando os MUPI’s, que estão sendo substituídos por painéis digitais em pontos estratégicos da cidade.

A concessionária também é responsável pela manutenção, conservação e limpeza dos abrigos sob sua gestão. Entre os meses de janeiro e abril de 2022, foram realizadas 7.759 ações de manutenção, envolvendo vistoria, limpeza, retirada de panfletos e de pichações.

“As ações buscam corrigir atos de vandalismo, preservar os mobiliários e manter o conforto aos usuários do transporte público coletivo”, informou a Emdec, em nota.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta