Caxias do Sul aportou R$ 161 mil de subsídios aos passageiros do transporte coletivo em abril

Foto: Rodrigo Rossi, Banco de Dados / Prefeitura de Caxias do Sul RS

Objetivo da administração municipal é garantir tarifa reduzida à comunidade

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Caxias do Sul (RS) aportou R$ 160 mil (R$ 161.628,35) em forma de subsídio aos passageiros do transporte coletivo do município em abril de 2022.

O Secretário municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM), Alfonso Willenbring Júnior, explica que o subsídio é destinado exclusivamente aos usuários do cartão de pessoa física Caxias Urbano. Além disso, os recursos são utilizados para garantir acesso ao sistema de transporte coletivo para pessoas cadastradas em situação de extrema pobreza junto ao Cadastro Único.

Neste mês de abril 4 mil pessoas em situação de vulnerabilidade utilizaram os ônibus, totalizando subsídio de R$ 22.066.

Já o cartão de pessoa física Caxias Urbano foi usado por 160.222 passageiros, resultando em subsídio de R$ 120.166,50. Neste caso o passageiro paga R$ 4,75, e a prefeitura complementa com R$ 0,75 para completar o valor total da tarifa, hoje de R$ 5,50.

O subsídio não vale para o cartão Caxias Urbano carregado com créditos oriundos de vale-transporte. Isso ocorre porque o benefício é descontado em folha salarial e o usuário já é favorecido ao não pagar a totalidade do valor da tarifa.

DISTRITOS

Para os moradores dos distritos vale a tarifa técnica de R$ 5,50 calculada para a área urbana.

A diferença em relação ao valor da tarifa, que chega a R$ 16,50 em Vila Oliva, é paga pelo poder público.

Em abril, a prefeitura de Caxias do Sul subsidiou 3.786 usuários dos distritos de Loreto, Santa Lúcia do Piaí, Vila Oliva e Fazenda Souza, totalizando R$ 19.395,85.

As tarifas atuais são de R$ 4,50 em horários de pico e de R$ 3,50 durante a vigência da tarifa verde, das 9h às 11h e das 14h às 16h, para pagamento com o cartão de pessoa física Caxias Urbano.

O secretário Willenbring Júnior estima que futuramente os valores subsidiados deverão crescer. Isso ocorrerá, segundo ele, ou pelo aumento do recurso destinado a cada passagem – em abril eram R$ 0,75 e, em maio, R$ 1,00 –, ou pelo crescimento no uso do sistema.


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta