Campina Grande (PB) terá contrato emergencial no transporte público

Prefeito Bruno Cunha durante coletiva de imprensa que anunciou a nova ação no setor do transporte. Foto: Divulgação / Prefeitura de Campina Grande.

Segundo o prefeito Bruno Cunha, passageiros não serão prejudicados com falta de ônibus nas comunidades de Galante e São José da Mata

WILLIAN MOREIRA

O prefeito de Campina Grande (PB), Bruno Cunha Lima, anunciou nesta quarta-feira, 11 de maio de 2022, que deve ser firmado um contrato emergencial no transporte público para permitir o acesso ao serviço por moradores da zona rural, nas comunidades de Galante e São José da Mata.

Na visão do prefeito, as pessoas estão sendo prejudicadas porque as permissionárias “suspenderam, injustificadamente, o atendimento aos distritos e outras localidades rurais, a exemplo de Salgadinho e Estreito.”

Segundo o prefeito, estes permissionários já foram notificados judicialmente para retomar o serviço, cumprindo o contrato. Entretanto, a determinação da Justiça ainda não foi atendida.

“Fizemos as cotações das empresas para um contrato emergencial. Como não foi retomado até hoje, a partir de amanhã (quinta-feira) devemos ter ônibus de um contrato emergencial para atender aos distritos e demais localidades”, disse o prefeito.

Segundo a Prefeitura, o objetivo do contrato especial é atender principalmente os horários de maior movimento, onde a demanda é maior pelo serviço.

Por outro lado, as empresas pediram uma reunião com o prefeito.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta