Transportes Flores informa que pode paralisar operação em Belford Roxo (RJ) por falta de segurança

Criminosos atearam fogo nos veículos na tarde desta sexta (06). Foto: Divulgação.

Empresa pede atuação da Polícia Militar após dois ônibus terem sido incendiados

JESSICA MARQUES

A empresa Transportes Flores informou, em nota, que vai paralisar todas as linhas de ônibus que atendem a cidade de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, caso a Polícia Militar não consiga garantir a segurança no bairro.

O comunicado foi divulgado nesta sexta-feira, 06 de maio de 2022. A empresa informa que vai interromper a circulação dos veículos ainda nesta sexta, se não ouver uma ação.

Entre às 12h e às 13h foram queimados, em Belford Roxo, dois ônibus da empresa.

O primeiro ônibus incendiado foi um carro da linha 497l (Bom Pastor-Pavuna) e às 12h30, aproximadamente, a linha 724l (Pavuna-Vale do Ipê).

No comunicado, a empresa informa que até às 12 horas, foram paralisadas as linhas 497l (Bom Pastor-Pavuna ), que transporta 2.700 pessoas por dia, e a 496l (Pavuna-Santa Tereza), que transporta 14.650 pessoas por dia.

A Transportes Flores opera 17 linhas no município de Belford Roxo, atendendo diariamente em média, 128 mil passageiros.

Confira o posicionamento da empresa:

A empresa lamenta profundamente a falta de segurança no Estado do Rio de Janeiro, que atinge diariamente o direito de ir e vir da população e deteriora o patrimônio da companhia, que tem como missão atender a população com qualidade.

O custo estimado para a reposição de cada ônibus queimado é de aproximadamente R$ 600 mil, recurso que poderia estar sendo investido na melhoria do atendimento aos clientes.

Não há seguro contra vandalismo. A queima de ônibus se soma à acentuada crise econômica que atinge o setor.

Causa a perda da capacidade de investimento da empresa e impacta negativamente na renovação da frota.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta