SPObras lança concorrência de R$ 10 milhões para projetos de implantação do Trecho 1 do Corredor Radial Leste

Ônibus seguirão pela Rua Melo Freire (foto) até a Aricanduva. Crédito: Google Maps

Equipamento de 9,5 km de extensão será implantado entre Terminal Dom Pedro II e Avenida Aricanduva

ALEXANDRE PELEGI

A SPObras, empresa municipal da Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras da prefeitura de São Paulo, divulgou nesta sexta-feira, 06 de maio de 2022, a abertura de licitação para contratação de empresa ou consórcio de empresas para consolidação dos projetos básicos, serviços ambientais e projetos executivos da implantação do Trecho 1 do Corredor de Ônibus Radial Leste.

O Corredor será implantado entre o Terminal Dom Pedro II, na região central, e a Avenida Aricanduva, na zona Leste da capital. Inicialmente a concorrência havia sido lançada como BRT Radial Leste, e agora foi retificada para o termo “Corredor de ônibus”.

O contrato tem valor estimado para a execução de R$ 10 milhões (R$10.316.617,93).

A data e local de Entrega dos Envelopes está marcada para o dia 21 de junho de 2022.

CORREDOR

O empreendimento do Corredor Radial Leste Trecho I faz parte do Programa Corredores de Ônibus da Zona Leste de São Paulo, integrante do Programa de Mobilidade Urbana, a ser implantado pela São Paulo Obras S/A – SPObras e operado pela São Paulo Transportes S/A – SPTrans, responsável pela gestão do sistema de transporte municipal de São Paulo.

O Programa Corredores de Ônibus da Zona Leste de São Paulo compreende 76 km de extensão viária em planejamento.

O Corredor Radial Leste Trecho I terá início no Terminal Parque Dom Pedro II por onde os ônibus caminharão sobre o viaduto Nakashima, adentrará na Avenida Alcântara Machado em nível e seguirá pela Rua Melo Freire até o entroncamento da Rua General Souza Neto com a Avenida Conde de Frontin, após 200m da Avenida Aricanduva.

Em conjunto com o BRT Aricanduva, o objetivo do Corredor é estabelecer uma ligação estrutural de grande capacidade e eficácia para a circulação de ônibus, desde o extremo sudeste da cidade até a região central, informa o edital publicado pela SPObras.

O Corredor de Ônibus Radial Leste trecho I (Corredor Leste – Radial 1) compreenderá 9,5 km de extensão viária em planejamento. Veja a localização:

A extensão viária deverá comportar ainda, além das faixas de tráfego, os passeios, ciclovias, travessias, passarelas, encontros viários, Obras de Artes Especiais – OAE, Obras de Artes Correntes – OAC, paradas, buscando preferencialmente a travessia para acesso às estações em nível.

O projeto deve contemplar a faixa destinada à ciclovia no trajeto.

O pavimento para as faixas exclusivas deverá ser em concreto, enquanto para a faixa de tráfego geral será do tipo flexível.

As Paradas deverão ser projetadas respeitando uma distância aproximada de 600 m. Deverão ser dotadas de plataformas conforme padrões definidos pela SPTrans. Deverão ainda ser dotadas de painéis eletrônicos informativos, de sinalização horizontal, vertical e semafórica específica para as travessias de pedestres.

As Paradas devem ser projetadas com aproximadamente 60 m de comprimento em estrutura metálica modular.

Estão previstas inicialmente 24 paradas ao longo do corredor sendo 12 no sentido Bairro-Centro e 12 no sentido Centro-Bairro:

Parada Rua da Figueira;

Parada Men de Sá;

Parada Hipódromo;

Parada Bresser;

Parada Dr. Fomm;

Parada Serra de Jairé;

Parada Tuiuti (Metrô Tatuapé);

Parada Serra do Japi (CB);

Parada Serra do Japi (BC);

Parada Monte Serrat;

Parada Altair;

Parada Alarico Silveira.

 

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Antonio palacio disse:

    Desculpe a minha observação mas, já vi esse filme antes e será mais um corredorzinho badarosca.

Deixe uma resposta