Volvo vende 80 ônibus articulados para operador de ônibus de Santiago, no Chile

Veículos vão rodar na RED (Rede Metropolitana de Mobilidade). Foto: Divulgação / Volvo.

Compra foi feita pela Subus, uma das maiores empresas de transporte da cidade

JESSICA MARQUES

A Volvo vendeu 80 ônibus articulados para a empresa Subus, uma das maiores operadoras de ônibus de Santiago, no Chile.

Segundo a fabricante, a empresa adquiriu mais 80 Volvo B8RLEA articulados. Os ônibus vão rodar na RED (Rede Metropolitana de Mobilidade), o sistema de transporte coletivo da capital.

Os 80 chassi Volvo B8RLEA articulados da Subus serão produzidos na fábrica da Volvo em Borås, Suécia e encarroçados pela unidade da Marcopolo na cidade de Cota, na Colômbia. De lá, seguirão para o Chile.

A Subus opera com 1.108 ônibus, sendo a maioria com chassi Volvo.

Por sua vez, a RED opera hoje mais de 5 mil ônibus a diesel, cerca de 30% deles são Volvo, conforme informado pela fabricante.

CHASSI B8RLEA 

O Volvo B8RLEA é um chassi de piso baixo, capacidade para 180 passageiros, motor traseiro de 8 litros e padrão de emissões Euro 6, conforme exige Santiago.

A cidade fica localizado em um vale rodeado por montanhas, posição geográfica que dificulta a dispersão da poluição. Por esse motivo, existe a demanda por veículos cujos motores não emitam fumaça.

“O chassi Volvo articulado tem ainda tecnologia de última geração, com avançada eletrônica embarcada, sistema de freios eletrônicos a disco, suspensão eletrônica, sistema de gerenciamento de frotas Volvo (Fleet Managment) e I-Coaching (treinador virtual de motoristas)”, informou a Volvo, em nota.

“Os gestores da frota podem também ativar o controle automático de velocidade Volvo, dispositivo que usa a conectividade por GPS para identificar trechos críticos, com altos índices de acidentes, e limitar a velocidade máxima independente da ação do motorista. Aprovada após um ano de uso em Curitiba, no Brasil, onde diminuiu em 50% as colisões com ônibus no BRT local, essa tecnologia pode ser ativada em todos os veículos pesados da marca no continente”, detalhou também a fabricante.

RED

A Rede Metropolitana de Mobilidade é o nome do novo padrão do sistema de transporte público de Santiago, uma das maiores metrópoles da América Latina. Conecta fisicamente e em tarifa todos os ônibus da cidade ao Metrô de Santiago e ao MetroTren, sistema de trens.

A integração dos três modos é paga por um único meio, o cartão bip. Os usuários que circulam nos ônibus, Metro e MetroTren podem fazer até dois traslados pelo valor de um único bilhete em até duas horas.

O sistema de ônibus da RED atende cerca de 6,2 milhões de usuários nos 32 municípios da Região Metropolitana, mais Puente Alto e San Bernardo, uma área geográfica e urbana de cerca de 680 km². Em um dia útil, são feitas cerca de três milhões de transações nos ônibus do sistema.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta