Motorista de ônibus acusado de ter jogado veículo contra motociclista em Mogi das Cruzes vai a júri popular

Condutor da moto sustenta que ato foi proposital, mas motorista diz que se assustou

ADAMO BAZANI

Uma audiência de instrução do Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu que o motorista de ônibus Franco Dibes de Souza Pontes será levado a júri popular sob a acusação de tentativa de homicídio.

A data ainda vai ser marcada.

Como mostrou o Diário do Transporte, no dia 02 de julho de 2021, câmeras Ciemp (Central Integrada de Emergências Públicas), da prefeitura de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, mostram um motociclista batendo a mão nem uma das janelas do ônibus na posição do motorista. Instantes depois, o condutor do ônibus precipitou o veículo de grande porte contra a moto.

O motorista trabalhava na ocasião na Alto Tietê Transporte (ATT) e foi demitido pela empresa depois do ocorrido.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/07/05/att-diz-que-demitiu-sumariamente-motorista-que-jogou-onibus-em-cima-de-motociclista-em-mogi-das-cruzes/

O juiz Davi de Castro Pereira Rio acrescentou as qualificadoras de motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima.

O motociclista Ubirajara Marcelino Neto sustenta que o ato foi proposital e que houve uma fechada do coletivo em sua moto.

Já o motorista do ônibus disse que não houve nenhuma discussão anterior, que se assustou com um forte barulho e mudou o coletivo de faixa, causando o acidente.

Como mostrou o Diário do Transporte, o motorista de ônibus foi preso em flagrante e solto por decisão judicial em 06 de julho de 2021, para responder em liberdade.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2021/07/07/justica-manda-soltar-motorista-de-onibus-que-jogou-coletivo-contra-moto-em-mogi-das-cruzes-sp/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta