Greve do Metrô de BH é suspensa e serviços voltam ao normal na segunda (02)

Foram 40 dias de paralisação; categoria é contra privatização da CBTU de Belo Horizonte

ADAMO BAZANI

Após 40 dias, a greve dos metroviários de Belo Horizonte foi suspensa.

A decisão da categoria ocorreu neste sábado, 30 de abril de 2022.

A informação é da CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos) que ainda acrescentou que as operações devem ser normalizadas, com atendimento em horário integral, a partir de segunda-feira, 02 de maio de 2022, das 5h15 às 23h, com bilheterias abrindo a partir de 5h40.

O sindicato da categoria disse que a decisão foi para não prejudicar ainda mais a população diante do anúncio das empresas de ônibus em reduzir a frota pedindo reequilíbrio econômico das operações, como mostrou o Diário do Transporte.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2022/04/28/empresas-de-onibus-de-bh-dizem-que-vao-reduzir-frota-a-partir-desta-sexta-29/

Por dia, segundo a CBTU, mais de 70 mil passageiros foram prejudicados com a greve dos metroviários.

Os metroviários são contra a Resolução 206 do Conselho do Programa de Parceria de Investimentos (CCPI), que prevê a desestatização do metrô e impede a transferência dos funcionários da CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos) de BH para outras localidades onde a estatal opera.

O Governo Federal pretende conceder a CBTU de Belo Horizonte ainda no primeiro semestre de 2022.

As greves no metrô mineiro por causa da privatização têm ocorrido desde o ano passado.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta