CPTM diminui em sete minutos o tempo total de viagem na Linha 11-Coral

Tempo da viagem diminuiu de 70 para 63 minutos, segundo a companhia. Foto: Diário do Transporte.

Segundo a companhia, melhoria foi possível após investimentos na modernização de sistemas

WILLIAN MOREIRA

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) anunciou nesta terça-feira, 26 de abril de 2022, que o tempo total de viagem na Linha 11-Coral, partindo da Luz até Estudantes e vice-versa, é realizado sete minutos a menos do que antes, sendo completado em 63 minutos e não mais em 70.

Segundo a companhia, a velocidade média dos trens subiu de 43,58 km/h para 48,42 km/h, como fruto das melhorias na área da operação e manutenção/modernização das vias.

“Essa importante redução no tempo de viagem confere ao passageiro mais conforto e mais tempo para as suas atividades, seja trabalho, estudo, descanso ou lazer”, explica o gerente de Circulação e Controle Operacional da CPTM, Paulo Henrique Mota, em nota divulgada para a imprensa.

Entre as principais ações adotadas para proporcionar maior eficiência na linha 11, se destacam os seguintes pontos:

– Correção do raio da curva na entrada da Estação Brás, aumentando a velocidade no trecho de 20 para 50 km/h, além do aumento na velocidade de entrada em região de plataforma de 50 para 60 km/h;

– Aumento da velocidade no trecho entre Poá e Ferraz de Vasconcelos de 70 para 90km/h;

– Alteração da sinalização nas proximidades da Estação Mogi das Cruzes, permitindo estabelecimento de rota em tempo menor para partida de trens para Estudantes, e aumento da velocidade média entre estas duas estações de 50 para 90km/h;

– Início da operação da subestação de energia de Dom Bosco;

– Padronização da frota em circulação na linha 11-Coral com trens da série 8000, possibilitando melhor regulação da circulação e menor tempo de parada.

A companhia também destacou outras ações que vêm sendo realizadas na linha 11 desde março, como a construção de quatro sanitários novos na estação Braz Cubas e a liberação de recursos pelo Governo do Estado para a elaboração de um projeto de modernização da estação Mogi das Cruzes que ganhará uma nova passarela.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta