São Bernardo do Campo quer mais vans e 100% dos ônibus com ar-condicionado

A quantidade de ônibus com ar-condicionado é pequena ainda

Metas estão na apresentação do Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação- PDTIC para até 2025

ADAMO BAZANI

A prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, quer ampliar o atendimento por veículos menores que ônibus convencionais e mini-ônibus, como vans, por exemplo, em locais de difícil acesso.

Além disso, a gestão municipal pretende que a cidade, por meio da concessionária BR7 Mobilidade, disponibilize aos passageiros toda a frota de ônibus municipais com ar-condicionado.

Atualmente, a maioria dos ônibus das linhas municipais de São Bernardo do Campo não possui ar-condicionado, com exceção de alguns coletivos usados do Rio de Janeiro trazidos recentemente pela concessionária.

O sistema de transporte público municipal tem cerca de 400 veículos que atendem 62 linhas.

As metas fazem parte da tabela das diretrizes/objetivos do plano de governo e foram incluídas no Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação- PDTIC (2022-2025).

O documento foi publicado no diário oficial da cidade, no dia 20 de abril de 2022, um dia antes do feriado prolongando.

Além disso, na área de transporte, a tabela traz outros objetivos como sistema de bicicleta compartilhada e um novo CCO (Centro de Controle Operacional) que integre gestão de se semáforos por controle remoto e o controle de estacionamento rotativo.

Veja a relação:

– Implantar sistemas de bicicletas públicas estilo bicycle sharing system;

– Implantar o novo Centro de Controle de Operação de Tráfego, incluindo Centro de Operação Remoto de Semáforos e Centro de Gestão do Sistema Rotativo;

– 100% da frota do Transporte Coletivo com dispositivos de conforto, segurança e comunicação modernos, como arcondicionado, wi-fi, vídeos e painéis informativos e de interesse dos usuários;

– Implantar programas para placas de sinalização, painéis de mensagem variável e placa de identificação de ruas e logradouros;

– Ampliar o atendimento nas regiões com topografia que dificulta o acesso por ônibus básico ou mini ônibus, por meio de veículos menores;

– Ofertar serviço por meio de aplicativo eletrônico, possibilidade ao usuário a escolha do horário e assento, em rotas específicas;

Segundo a publicação oficial, o Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação- PDTIC contempla a estratégia de TI e seu alinhamento ao Planejamento estratégico da Prefeitura de São Bernardo do Campo, com projeção para 2022/2025, abrangendo todas as suas Secretarias, estando alinhado ao Plano de Governo (2021-2024), Planejamento Plurianual (PPA 2018-2021) e o conceito de cidades inteligentes (Smart Cities). Tem como premissa orientar as ações e o monitoramento dos objetivos estratégicos de TI e de suas respectivas metas, de maneira a consolidar a relevância estratégica desta área e garantir seu alinhamento às áreas finalísticas da administração municipal.

“Neste prisma, o Planejamento, como condição inerente ao serviço público e orientado para o futuro, é um dos princípios fundamentais da Administração Pública. Assim sendo, uma gestão de TI eficaz, eficiente e efetiva apoia-se em um modelo de governança específico da área que visa alcançar a maturidade no planejamento dos recursos e na entrega na prestação de serviços”. – prossegue a publicação.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta