Linha 7-Rubi opera com maiores intervalos na noite desta segunda (25)

Na estação Palmeiras-Barra Funda, as plataformas também estão cheias. Foto: Taba Benedicto / Reprodução Twitter.

Nos canais oficiais, a CPTM afirma que a operação é normal

WILLIAN MOREIRA

Desde às 17h40 desta segunda-feira, 25 de abril de 2022, a circulação dos trens da Linha 7-rubi é realizada com maiores intervalos entre as estações Brás e Jundiaí.

O motivo é a falha com um dos trens na região do Piqueri, causando lentidão e maior tempo de espera nas plataformas.

Na estação da Luz, uma das principais da linha, a lotação é acima do normal e nas redes sociais muitas pessoas reclamam da demora.

O Diário do Transporte questionou a CPTM sobre os problemas relatados nas redes sociais. Confira a nota da companhia, na íntegra:

Por volta das 17h25 desta segunda-feira (25/04) um trem que não prestava serviço apresentou problemas entre as estações Piqueri e Pirituba, na Linha 7-Rubi.

A falha fez com que os trens que seguiam pelo Serviço 710 com destino à Jundiaí registrassem menor velocidade e maior tempo de parada nas estações. Além disso, as composições que seguem neste sentido não estão parando na Estação Piqueri, visto que o trem avariado ainda não foi retirado da via.

Desta forma, os passageiros que vêm de Rio Grande da Serra com destino à Jundiaí e precisam desembarcar na Estão Piqueri devem seguir até a Estação Pirituba e voltar uma estação, enquanto quem precisa embarcar em Piqueri com destino a Jundiaí deve retornar à Estação Lapa e prosseguir viagem.

A equipe de manutenção está atuando para retirar o trem da via o mais rápido possível e normalizar a circulação. A CPTM pede desculpas aos passageiros pelos transtornos.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta