Sindicato dos taxistas quer aumentar bandeirada para R$ 5,50 no ABC Paulista

Medida será avaliada pelo Consórcio Intermunicipal. Foto: Angelo Baima / PSA.

Categoria também pede aumento do valor do quilômetro rodado em Bandeira 1 para R$ 3,92

JESSICA MARQUES

O Sinditaxiabc (Sindicato dos Taxistas Autônomos de Santo André e Região), que representa as sete cidades do ABC Paulista, quer aumentar o valor da bandeirada para R$ 5,50.

Além disso, a categoria também pede um aumento do valor do quilômetro rodado em Bandeira 1 para R$ 3,92.

Os valores foram definidos por meio de assembleia e enviados em ofício aos prefeitos das sete cidades da região, por meio do Consórcio Intermunicipal.

Ao Diário do Transporte, o presidente do Sinditaxiabc, Roberto Carlos de Oliveira, informou que a categoria está sem reajuste desde junho de 2015.

“Esse índice que nós pegamos de 45,33% foi o menor que a gente encontrou, que é o IPCA, menor do que a real perda que a gente tem. A gente não usa a palavra reajuste, mas reposição de perdas”, disse.

“Em 1º de maio, temos uma aferição anual obrigatória, até o dia 30. A gente quer já fazer o reajuste de tarifa para fazer a aferição do taxímetro somente uma vez. Cada vez que vai lá, tem que pagar uma taxa e também é perda de tempo ir duas vezes”, afirmou também.

Em nota ao Diário do Transporte, o Consórcio Intermunicipal Grande ABC informou que recebeu o referido ofício e o enviou para análise dos prefeitos. “A entidade aguarda posicionamento para deliberação em assembleia com data a ser agendada”.

Caso a medida seja aprovada pelos prefeitos, o aumento entra em vigor em Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta