Mogi Guaçu terá tarifa de ônibus menor fora de horários de pico e aos fins de semana

Medidas entram em vigor a partir de sexta (22). Foto: Divulgação.

Medida entra em vigor a partir de sexta-feira (22)

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Mogi Guaçu (SP) informou que a cidade terá tarifa de ônibus a R$ 1 e R$ 2 aos finais de semana. O anúncio foi feito pelo prefeito Rodrigo Falsetti.

Além disso, a cidade também terá redução do preço da passagem fora do horário de pico.

Em ambos os casos, os valores serão aplicados apenas com o uso do bilhete eletrônico.

Com relação à redução, o valor colocado em prática será de R$ 4 para usuários dos coletivos de segunda a sexta-feira, das 4h às 6h, das 9h às 11h, das 14h às 16h e das 19h à meia-noite.

O desconto, portanto, será de R$ 1,30 em relação ao valor atual da passagem, que é de R$ 5,30.

Neste caso, a medida entra em vigor a partir de sexta-feira, 22 de abril de 2022.

“A iniciativa, que contou com o estudo de estatísticas do sistema de bilhetagem eletrônica exigido no contrato de concessão, busca aliviar a demanda de passageiros em horário de pico, objetivando uniformizar o fluxo de usuários ao longo do dia”, informou a Prefeitura, em nota.

TARIFA REDUZIDA

De acordo com a Prefeitura, a tarifa reduzida aos finais de semana está com início previsto para o dia 1º de maio, o Dia do Trabalhador.

Assim, o valor da tarifa será de R$ 2 aos sábados (já a partir de 30 de abril) e R$ 1,00 aos domingos, também somente com o bilhete eletrônico.

NOVA LINHA

Ainda no início do mês, em 4 de abril, nova linha, a 39, foi criada para atender à região dos bairros Sakaida e Paineiras com transporte ao centro da cidade – áreas até então sem assistência de transporte coletivo.

NOVOS PONTOS

Também em parceria com a Expresso Fênix, o prefeito Rodrigo Falsetti confirmou a construção de cinco novos pontos de ônibus cobertos, que contarão com um sistema integrado de painéis de LED por meio dos quais os moradores terão informações sobre itinerários e horários dos ônibus em tempo real, trazendo mais conforto e comodidade para os usuários do serviço.

A ideia do prefeito é utilizar esse sistema — que começa a funcionar no dia 9 de maio — como modelo para, posteriormente, aplicar o serviço em demais pontos da cidade.

CADASTRO

Para atender às medidas solicitadas pela Prefeitura de Mogi Guaçu, a Expresso Fênix deve implantar a partir do próximo dia 20 de abril pontos descentralizados de cadastro provisório, inicialmente pelo período de 60 dias.

Serão funcionários uniformizados, em três pontos do município, fazendo inscrições para o bilhete por meio de tablets. Os cartões poderão ser retirados, prontos, no Terminal. A emissão da primeira via do cartão é gratuita e atualmente pode ser realizada no Terminal Urbano de Mogi Guaçu e também pela internet, em https://fenixfacil.com.br/mogiguacu/.

“Aliado a isso, a Expresso Fênix deverá ainda ampliar a rede de recargas, facilitando assim a utilização do bilhete eletrônico. De acordo com a empresa, a redução na tarifa só será aplicada mediante pagamento por meio do Bilhete Eletrônico Recarregável. A medida também auxiliará numa maior agilidade no embarque, o que trará mais eficiência no cumprimento dos horários dos ônibus do transporte público”, informou a Prefeitura, em nota.

“Além disso, com o aumento das passagens sendo pagas por meio do Bilhete Eletrônico, haverá uma redução drástica no volume de dinheiro circulando nos veículos, dando mais segurança aos usuários e trabalhadores do transporte coletivo”, ressaltou também a administração municipal.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta