Greve de ônibus em Ribeirão Preto (SP) é suspensa na manhã desta quarta (09)

Primeira companhia a voltar foi a Rápido D’Oeste. Motoristas receberam promessa de receber metade dos salários que ainda não havia sido paga

ADAMO BAZANI

A greve de ônibus em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, foi suspensa no início da manhã desta quarta-feira, 09 de fevereiro de 2022.

A primeira companhia a voltar foi a Rápido D’Oeste, onde os trabalhadores foram mais rápidos para decidir.

Já quem depende da empresa Transcorp precisou esperar mais tempo para a definição, mas depois os funcionários da companhia também decidiram voltar.

A greve começou nesta terça-feira (08), porque os trabalhadores não aceitaram o fato de terem recebido apenas a metade dos salários de janeiro.

Na segunda-feira (07), já havia sido feita uma paralisação relâmpago.

As empresas de ônibus, que alegam dificuldades financeiras pelo não reajuste das tarifas e pela queda de demanda de passageiros por causa da covid-19, prometeram pagar a outra metade na segunda-feira, 14 de fevereiro de 2022.

Já o salário de fevereiro deve ser pago no dia 18.

Os trabalhadores aceitaram esta proposta, mas podem voltar a deflagrar a greve caso não seja feito o pagamento.

Enquanto a greve ocorria na terça-feira (08), por unanimidade, os vereadores de Ribeirão Preto aprovaram em sessão ordinária realizada projeto de lei que derruba o aumento da tarifa de ônibus que estava decretado para ocorrer em 15 de fevereiro de 2022, quando o valor subiria de R$ 4,20 para R$ 5.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2022/02/08/em-meio-a-greve-de-onibus-vereadores-de-ribeirao-preto-sp-derrubam-aumento-de-tarifa-no-transporte-coletivo/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta