STM e Sabesp dizem que mais de 10 milhões de litros de material foram retirados de obra da Linha 6-Laranja onde ocorreu acidente com rede de esgoto

Trabalhadores filmam momento em que esgoto começa a invadir obras

IPT prossegue apuração das causas

ADAMO BAZANI

A STM (Secretaria de Transportes Metropolitanos) e a Sabesp informaram na noite desta sexta-feira, 04 de fevereiro de 2022, que já foram drenados aproximadamente 10,2 milhões de litros de material da Saída de Emergência e dos túneis da obra da Linha-6 Laranja de metrô, desde que o bombeamento teve início na quinta-feira (03).

No local, houve nas terça-feira (1º) um acidente com a rede de esgoto que passa pelas obras, na região da Ponte do Piqueri, na Marginal Tietê.

A pista local teve de ser bloqueada por causa de uma cratera que se abriu junto ao canteiro de obras.

Já houve o preenchimento do buraco na pista, mas ainda não é possível receber veículos.

Como mostrou o Diário do Transporte, deve ser concluída até a noite de domingo (06), uma nova pista de rolamento fará a conexão da Rua Aquinos à Av. Embaixador Macedo Soares (pista local Marginal Tietê).

Um dos focos principais será o tráfego de cinco linhas de ônibus que atendem a 40 mil pessoas por dia, mas a via não será exclusiva para o transporte coletivo.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2022/02/04/nova-via-na-regiao-do-acidente-da-linha-6-deve-ficar-pronta-em-ate-48-h-com-foco-para-onibus-rodizio-volta-na-segunda-07/

Segundo a STM e a Sabesp, as bombas para essa etapa do trabalho transportarão o volume para o coletor localizado na margem direita (oposta ao acidente) do Rio Tietê. Ao longo desse trabalho de drenagem, parte dele também vai ser bombeado para o interceptor ITi-1. Dessa forma, todo o material é encaminhado para tratamento na ETE Barueri.

O ITi-1 é o interceptor de esgotos que está substituindo provisoriamente o ITi-7, até a sua completa recuperação. O ITi-7 é um supertúnel de 7,5 km de extensão construído embaixo da Marginal Tietê no trecho entre a Avenida do Estado e a Ponte do Piqueri. Inaugurado em 2020, tem 3,4 metros de largura e 2,65 de altura, implantado em profundidade máxima de 18 metros. Atende 2,2 milhões de pessoas na região central do município, em bairros como Bela Vista, Consolação, República, Anhangabaú, Sé e Liberdade, abrangendo também Aclimação, Cambuci e Ipiranga.

A Secretaria de Transportes Metropolitanos e a Sabesp acompanham o andamento dos trabalhos do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) para apurar os fatos e possíveis causas do acidente. – diz a nota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
   
Assine
     
Comentários

Deixe uma resposta