Passe Livre Interestadual chega a mais de 1 milhão de credenciais emitidas

Único ponto físico do benefício no país fica na Rodoviária do Plano Piloto, em Brasília (DF)

JESSICA MARQUES

O Passe Livre Interestadual para Pessoas Com Deficiência chegou a mais de 1 milhão de credenciais emitidas ao longo de 20 anos de benefício.

O balanço foi divulgado em nota pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

Na última sexta-feira, 14 de janeiro de 2022, o diretor-geral da ANTT, Rafael Vitale, esteve na Rodoviária do Plano Piloto, em Brasília (DF), para conhecer as instalações da COLIV (Coordenação do Passe Livre Interestadual para Pessoas Com Deficiência) e os resultados das ações do Passe Livre de 2021.

Há um ano, o ponto de atendimento foi inaugurado na capital federal. Segundo a ANTT, o serviço funciona de forma online, sendo ele o único ponto físico do Passe Livre em todo o país.

“A implantação do espaço teve como objetivo prestar um melhor atendimento ao público-alvo. Desde sua inauguração, foram realizados quase 20 mil atendimentos”, detalhou a agência, em nota.

Para o diretor-geral, o benefício é essencial no orçamento das famílias e na autonomia de pessoas com deficiência.

“O Passe Livre beneficia muitas famílias em todo o país. Com a gratuidade das passagens, as famílias podem utilizar o dinheiro para outros fins, como alimentação e medicamentos”, disse Vitale.

TRABALHO NA COLIV

Segundo a ANTT, os funcionários da COLIV atuam para analisar processos encaminhados por requerentes de todas as unidades da Federação.

No ano passado, foram analisados mais de 114 mil processos. Só em 2021, mais de 70 mil credenciais foram concedidas.

De acordo com o coordenador do (Coliv/Supas), Ênio Soares, todos os colaboradores são capacitados e conseguem estabelecer diferentes orientações para os diferentes tipos de deficiência.

“Somos capacitados para atender a todos, incluindo as pessoas com deficiência auditiva, por meio da Língua de Sinais – Libras, orientando e prestando as informações necessárias à aquisição do benefício”, afirmou o coordenador.

Também acompanharam a visita o superintendente de Serviços de Transporte Rodoviário de Passageiros (Supas), Luciano Lourenço; o superintendente de Gestão Administrativa (Sudeg), Eduardo Marra; e o chefe da Assessoria da Comunicação (Ascom), Beto Agra.

SOBRE O PASSE LIVRE

O Passe Livre é um benefício federal que garante a gratuidade nas viagens interestaduais de ônibus, barco ou trem para pessoas carentes e com deficiência.

Todas as pessoas carentes com deficiência física, mental, auditiva, visual, doença renal crônica ou ostomia têm direito ao benefício. Para saber como pedir o Passe Livre e os documentos necessários, clique aqui ou ligue para a Ouvidoria da ANTT pelo telefone 166.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta