Prudente Urbano pede extensão de prazo à Justiça para informar saldo remanescente dos passes adquiridos e não utilizados pelos usuários do transporte coletivo

Foto: prefeitura de Prudente

Nessa quarta-feira (12) prefeitura conseguiu determinação judicial que obriga empresa a fornecer dados em até 48 horas

ALEXANDRE PELEGI

Nessa quarta-feira, 12 de janeiro de 2022, a  Justiça atendeu a Prefeitura de Presidente Prudente e determinou que a Predidente Ubano forncesse, em até 48 horas, as informações sobre o saldo remanescente dos passes adquiridos e não utilizados pelos usuários do transporte coletivo.

Na ação o município argumentou que “as informações pormenorizadas e detalhadas sobre os créditos circulantes se fazem necessárias e com a máxima urgência para realizar a portabilidade pela empresa contratada a título emergencial, objetivando os menores transtornos e prejuízos à população que utiliza o transporte público

Nessa sexta-feira (14) a empresa de transporte solicitou à Justiça a extensão do prazo por mais 48 horas. A prefeitura vai aguardar a decisão.

Para o responsável pela Secretaria de Mobilidade Urbana, Luiz Edson de Souza, tão logo ocorra a liberação dos dados por parte da antiga empresa, a Sancetur (SOU Presidente Prudente), que assumiu os serviços na cidade, poderá iniciar procedimentos para a transferência dos dados ao novo sistema, mas isso após o novo cadastramento dos usuários e a instalação dos leitores de cartões (validadores). Dessa forma, a prefeitura garante, nenhum usuário do transporte perderá os créditos que já foram pagos.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta