Obrigatoriedade do uso de máscaras no estado São Paulo é prorrogada até 31 de março de 2022

A utilização deve ocorrer em ambientes abertos, comércios, templos religiosos e transportes (ônibus, trem, metrô, aplicativo e táxi)

ADAMO BAZANI

A obrigatoriedade do uso de máscaras no estado de São Paulo foi prorrogada até o dia 31 de março de 2022. O prazo venceria em 31 de janeiro.

A utilização deve ocorrer em ambientes abertos, comércios, escritórios, templos religiosos e transportes (ônibus, trem, metrô, aplicativo e táxi).

A medida se dá por causa do crescimento de casos de covid-19, em especial com a variante ômicron, e pela epidemia de gripe causada pelo vírus influenza H3N2.

O anúncio ocorreu no início da tarde desta quarta-feira, 12 de janeiro de 2022, em entrevista coletiva do governador João Doria e do comitê científico do Estado.

Além disso, o Estado vai recomendar que os municípios limitem a lotação de eventos esportivos, musicais e culturais em 70% da capacidade do alvará de cada estabelecimento.

Entretanto, o percentual é, por enquanto, uma recomendação e não uma obrigação como o uso das máscaras.

O coordenador do comitê científico, Paulo Gabbardo, disse que nas últimas duas semanas, houve crescimento de 58% de internações em UTI e nas enfermarias de quase 100%

O governo anunciou ainda a compra dois milhões de testes rápidos para a rede estadual, totalizando R$ 12 milhões

Também já está aberto o pré-cadastro de crianças no Sistema Vacina Já para crianças de cinco a 12 anos, são 4,3 milhões de crianças que podem receber a vacina contra a covid-19. Capacidade de vacinação no Estado é de até 250 mil crianças por dia.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Regis Campos disse:

    “O lockdown serve para salvar vidas. A economia a gente vê depois…”
    “Vacine-se que tudo voltará ao normal…”
    “A máscara é apenas temporária, proteja-se…”

  2. Lucas Santos disse:

    E o povo sendo feito de trouxa como sempre. A gente já viu em 2 anos que essas medidas não servem para nada. E sim é uma maneira de impor coisas à população, medidas ditatoriais. Sabe quais são as cenas dos próximos capítulos? Vão empurrar essas medidas ridículas até as eleições, só quando chegar o mês das eleições, que irá voltar tudo ao normal, depois voltam denovo com essas palhaçadas, que cujo objetivo passa longe de ser, que é a Saúde mesmo. FORA DÓRIA e sua corja! FORA PSDB de São Paulo! Vocês não melhoraram em nada o estado de São Paulo!

Deixe uma resposta