Prefeitos do ABC vão pedir ajuda dos governos federal e estadual para a covid-19 e gripe e descartam redução de horários de ônibus

Ônibus em Santo André

Em algumas cidades, houve crescimento de 300% na procura por pronto-socorro e UBS; Volta às aulas ainda estão mantidas

ADAMO BAZANI

O crescimento na procura por prontos-socorros e UBSs (Unidades Básicas de Saúde) em decorrência de síndromes gripais fez com que os prefeitos do ABC se reunissem de forma extraordinária nesta terça-feira, 11 de janeiro de 2022, para decidir algumas medidas e encaminhamentos para controlar essa nova fase da pandemia de covid-19, com a variante ômicrom, e pela epidemia de Influenza H3N2.

De acordo com o prefeito de Santo André e presidente do Consórcio Intermunicipal ABC, Paulo Serra, em algumas cidades da região houve crescimento de 300% na procura pelo primeiro atendimento.

“É uma ‘nova pandemia’, por causa da vacinação, os casos estão sendo mais leves, com menos reflexos em leitos, internações, e óbitos, mas a maior procura está sendo pelo primeiro atendimento, o ambulatorial”  – explicou.

Os prefeitos decidiriam pedir ajuda aos governos federal e estadual para a ampliação do número de ambulatórios.

Algumas cidades, como Diadema e Santo André já estão aumentando os locais de primeiro atendimento. Santo André deve ter mais 40 novos “consultórios de campanha” ampliando a capacidade para cinco mil pessoas por dia.

O prefeito Paulo Serra disse que, por hora, está mantida a volta às aulas na região marcada para 8 de fevereiro e, diferentemente de outros picos da covid-19, não haverá ainda restrição nos horários e linhas de ônibus.

“Os casos são mais leves, duram em média 15 dias, e estamos no período de férias, não há uma pressão no transporte. Hoje os ônibus estão circulando, em média, com 40% da demanda normal” – disse.

Não ainda uma previsão de restrição a comércio, mas os prefeitos vão pedir à gestão do Governador João Doria para que sejam revistas as permissões para grandes eventos, como a Copa São Paulo (Copinha) e o Campeonato Paulista, que têm jogos nos ABC.

Veja algumas das deliberações:

– Todas às terças-feiras pela manhã, haverá reunião dos prefeitos para debater o crescimento do número de casos de covid-19 e gripe H3N2

– Ampliação da capacidade de atendimento da rede hospitalar, em especial nos Prontos-Atendimentos e Unidades Básicas de Saúde, para isso vão ser feitas solicitações ao Governo ao Estado e Governo Federal para aumentar ambulatórios, com apoio logístico e de verba.

– Prefeitos também vão pedir ao Governo Estadual nova política sobre eventos grandes, como esportivos, a exemplo de Copa São Paulo (Copinha) e Campeonato Paulista, que têm partidas realizadas no ABC.

– Ônibus e trânsito não sofrerão restrições.

– Comércios ainda sem restrições.

– Momentaneamente, volta às aulas para 08 de fevereiro de 2022 está mantida.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta