99 lança categoria de viagens de moto no aplicativo

Cadastro de motociclistas parceiros já está disponível. Foto: Divulgação.

Serviço 99Moto ficará disponível a partir de 11 de janeiro

JESSICA MARQUES

A empresa 99 informou nesta quinta-feira, 06 de janeiro de 2022, que vai lançar a categoria de viagens de moto no aplicativo, a chamada 99Moto.

Segundo a 99, o serviço de intermediação para viagens de motocicleta conta com os mesmos recursos de segurança da plataforma antes, durante e depois das viagens e já está disponível para o cadastro de motociclistas parceiros.

Por sua vez, a partir de 11 de janeiro a novidade já poderá ser acessada pelos passageiros no próprio aplicativo da 99.

A novidade chega, inicialmente, a nove cidades brasileiras: Aracaju (SE), Feira de Santana (BA), Goiânia (GO), Campo Grande (MS), João Pessoa (PB), Recife (PE), Sorocaba (SP), Sobral (CE) e Teresina (PI). Ao longo do ano, a categoria chegará também a outras localidades.

De acordo com a 99, a ideia foi pensada “como uma alternativa para usuários que foram impactados pela crise econômica, altas constantes nos combustíveis e pela inflação, a 99, empresa de tecnologia voltada à mobilidade urbana”.

“Econômicas e ágeis, as motos estão sendo cada vez mais incorporadas à mobilidade urbana. Entre as vantagens estão o baixo custo de compra do veículo e o menor consumo de combustível – capaz de fazer até 50km com um litro de gasolina. Por ser menor e ocupar menos espaço, a moto permite maior flexibilidade de acesso a regiões menos estruturadas, um cenário bastante comum em diversas cidades do país. O 99Moto pode ser até 30% mais barato para os passageiros”, informou a empresa, em nota.

De acordo com a diretora de operações e produtos da 99, Livia Pozzi, o 99Moto atende à necessidade de parte da população que já usa o veículo para se locomover, assim como necessidades dos motociclistas, que terão uma nova opção para ganhar dinheiro

“Buscamos essa solução via aplicativo porque, na 99, acreditamos em um ecossistema multimodal para ajudar a construir uma mobilidade eficiente, e a moto definitivamente faz parte desse conjunto de opções de transporte. Entendemos que a categoria pode ser mais inclusiva, seja por adentrar em locais mais estreitos e íngremes, mas, principalmente, ser financeiramente mais acessível”, explica.

SEGURANÇA

Em nota, a empresa informou que a segurança é uma prioridade para a 99, por isso a nova modalidade tem regras específicas em função do tipo de veículo, uma delas é o uso obrigatório de capacetes.

“Por conta da covid, a recomendação é que os passageiros utilizem o equipamento próprio. O uso de máscara é obrigatório. A categoria incorpora ainda as ferramentas de segurança já conhecidas na 99, como Monitoramento em Tempo Real via GPS, gravação de áudio, compartilhamento de rotas e um botão para ligar para a polícia. Além disso, de forma periódica, os motociclistas parceiros receberão materiais com conteúdo educacional, regras de trânsito e direção defensiva.”

Confira abaixo como ser um motociclista parceiro da 99:

Para ser um motociclista parceiro do 99Moto é preciso ter 19 anos de idade ou mais, carteira de habilitação definitiva – contendo a observação “Exerce Atividade Remunerada” (EAR) e cumprir todos os requisitos legais correspondentes ao local de atuação para exercício da atividade de transporte remunerado individual de passageiros. O cadastramento é feito no app da 99 no ícone quero ser motorista. Promocionalmente, para o lançamento da nova categoria, a 99 cobrará apenas uma taxa de 0,99% sobre o valor total das corridas nos primeiros meses. É um incentivo para que motociclistas experimentem o 99Moto.

Os passageiros transportados devem ter a partir de 18 anos de idade e portar capacete, conforme as normas do Código de Trânsito Brasileiro. Os entregadores parceiros que atuam pela 99Food, plataforma de intermediação de entregas de comida da 99, podem baixar o app para motoristas parceiros e começar a oferecer viagens via 99Moto.

Sobre a 99

A 99 é uma empresa de tecnologia que oferece conveniência e soluções para as necessidades dos brasileiros. O aplicativo faz parte da companhia global Didi Chuxing (“DiDi”) e no Brasil conecta pessoas a serviços de mobilidade, pagamentos e entregas.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Douglas Negreiros energiasolar disse:

    Ótima ideia 99 moto, parabéns

Deixe uma resposta