Metrô destina mais R$ 15 milhões para expansão da Linha 15-Prata

Foto: Diário do Transporte

Aditivo de contrato será revertido em investimentos para a construção de duas estações e a compra de 19 novos trens

WILLIAN MOREIRA

O Metrô de São Paulo publicou no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira, 5 de janeiro de 2022, a assinatura de um aditivo de contrato com o CEML (Consórcio Expresso Monotrilho Leste) para destinar mais R$ 14.945.175,51 voltados à  expansão da Linha 15-Prata.

Concebida em sistema de monotrilho, esta linha está em vias de celebrar muito em breve a contratação das obras de construção de mais duas estações, a Jacu Pêssego e Boa Esperança, além do pátio de trens Ragueb Choufi.

Com a adição de mais duas paradas e da estação Ipiranga, este um projeto de estender a linha até a integração com a Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), será necessário aumentar a frota de trens atual, o que levou a companhia a prever a compra de material rodante.

O Metrô em resposta ao Diário do Transporte referente a este novo aporte financeiro ao consórcio, confirmou que o montante faz parte dos investimentos para a ampliação da capacidade de atender mais pessoas e em mais localidades por onde a linha passará no futuro.

Leia abaixo a nota na íntegra:

“O aditivo é mais um avanço do Metrô para a ampliação da Linha 15-Prata até Jacu Pêssego e Ipiranga. Foram encomendados mais 19 trens e sistemas para atender esses novos trechos. A ampliação até Jacu Pêssego (estações Boa Esperança, Jacu Pêssego e Pátio Ragueb Chohfi) está em fase final de contratação, enquanto para o trecho até Ipiranga está em fase final do projeto, que vai permitir a licitação das obras.”


Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta