Mogi das Cruzes (SP) aumenta tarifa de ônibus para R$ 5 no dia 09 de janeiro de 2022

Valor solicitado pelas concessionárias variava entre R$ 7,04 e R$ 7,08

ADAMO BAZANI

A tarifa de ônibus municipais de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, vai para R$ 5, a partir do dia 9 de janeiro de 2022

Segundo a prefeitura, o valor é o mesmo adotado por outras cidades da região, mas o índice de reajuste, considerando a atual passagem, é o menor do Alto Tietê até o momento.

A definição ocorreu após análise da equipe técnica da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana sobre o pedido das empresas que operam o serviço e dos índices de insumos que impactam no custo do sistema, como combustíveis, pneus, lubrificantes e folha de pagamento. Segundo o poder público, o valor definido é bem inferior ao solicitado pelas concessionárias, que variava entre R$ 7,04 e R$ 7,08.

“Mogi das Cruzes sempre teve a tarifa mais cara da região do Alto Tietê. As análises foram feitas de forma bem criteriosa para mudar esta realidade, com o menor índice de correção possível para definir um valor para que o sistema consiga se sustentar”, explicou o prefeito Caio Cunha. “O valor e a data estão sendo divulgados com antecedência para que os usuários do transporte possam se programar”, completou.

O valor atual da tarifa do transporte coletivo é de R$ 4,50. A administração municipal também já havia anunciado que não irá renovar a isenção do ISS para as empresas, que venceu em 31 de dezembro.

“Mogi das Cruzes terá o menor índice de reajuste da região, que também fica abaixo da inflação registrada desde o último reajuste, há quase três anos”, afirmou a secretária municipal de Mobilidade Urbana, Cristiane Ayres na nota.

O último reajuste do transporte coletivo em Mogi das Cruzes havia ocorrido em janeiro de 2019, quando o valor passou de R$ 4,10 para R$ 4,50.

Para que o processo tenha total transparência, a Prefeitura de Mogi das Cruzes diz que disponibilizou uma página na internet com as informações sobre o transporte coletivo. O acesso pode ser feito pelo endereço onibus.mogidascruzes.sp.gov.br. No site, estão disponíveis os dados sobre a operação do sistema, o impacto da inflação nos custos, a cobrança do ISS, o número de passageiros transportados, o impacto da pandemia, as planilhas e contratos das empresas concessionárias.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Denílson Vicente disse:

    …um dia antes do Natal fui para um ponto de ônibus na Av dos Bancos, fiquei lá das 14:28 até hás 16:38 para pegar o Vila São Sebastião.
    Ontem dia 01-01-2.022 fiquei no terminal Estudiantes das 09:15 até 10:50 para pegar o mesmo ônibus para Vila São Sebastião. A 26 anos o transporte em Mogi das cruzes é uma vergonha sem tamanho.Tá Pra nascer um prefeito que irá resolver o péssimo atendimento de transporte coletivo em Mogi das Cruzes!
    Meu nome é Denílson e sou deficiente físico.

  2. José Angelo Rosa disse:

    É um assalto a mão armada o valor da tarifa em Mogi , vale lembrar que os ônibus desta cidade não possui cobrador , só isso dava pra baratiar o custo em 50 por cento

Deixe uma resposta