Bragança Paulista habilita Oficina Consultores em licitação destinada à reformulação do transporte coletivo municipal

Foto: Matheus Augusto Balthazar / Ônibus Brasil

Caberá à empresa que for contratada elaborar mudanças no sistema de ônibus diante da nova realidade da demanda após a pandemia da covid 19

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Bragança Paulista, no interior do estado de SP, deu mais um passo para a contratação de empresa especializada que fará um estudo de reformulação do transporte coletivo do município.

O processo de Tomada de Preços recebeu o interesse de duas consultorias, mas apenas uma delas foi habilitada para prosseguir no certame.

Trata-se da Oficina Consultores, tradicional empresa que presta serviços em várias cidades brasileiras há pelo menos 30 anos.

Na edição do Diário Oficial desta terça-feira, 21 de dezembro de 2021, a Comissão Permanente de Licitações publicou o resultado da fase de habilitação do certame.

Além da habilitação da OFICINA – Engenheiros Consultores Associados Ltda, a Comissão julgou pela inabilitação da empresa Planum – Planejamento E Consultoria Urbana Ltda. De acordo com a publicação, a Planum não atendeu na íntegra a um item do edital.

Ainda cabe recurso.


Bragança, assim como praticamente todas as cidades do país, enfrenta um quadro difícil diante da forte queda do número de passageiros provocada pelas restrições impostas no período de pandemia.

Rodando com uma frota superior à demanda para garantir o afastamento entre as pessoas e reduzir o risco de contágio, as empresas operadoras amargaram prejuízos cumulativos de março de 2020 até hoje.

Em Bragança, a atual concessionária JTP Transportes enfrentou uma greve de seus trabalhadores em março deste ano.

O motivo do protesto foi o atraso no pagamento do vale-salarial e residuais.

A JTP informou à época que enfrentava dificuldades por causa da queda de demanda em decorrência da covid-19, quadro que é verificado em quase todos os sistemas de ônibus, trens e metrôs pelo País.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta