Passageiros poderão pagar tarifa com QR Code em 600 ônibus da capital paulista até março de 2022

Inicialmente, recurso estava disponível para 17 veículos da linha 4031-10, Parque Santa Madalena – Metrô Tamanduateí. Foto: Bruno Kozeniauskas / Ônibus Brasil.

Estimativa foi divulgada pela startup UPM2, que firmou parceria com a Prefeitura de São Paulo, por meio da SPTrans

JESSICA MARQUES

Os passageiros da capital paulista poderão pagar a tarifa com QR Code em aproximadamente 600 ônibus municipais até março de 2022.

A projeção foi divulgada pela startup paulista UPM2, que informou ter firmado parceria com a Prefeitura de São Paulo, por meio da SPTrans.

Entretanto, a SPTrans não confirmou a informação até a publicação desta reportagem.

Segundo a startup, foi autorizada a expansão do projeto Bilhete QR Digital SPTrans, através do aplicativo SP Pass, que oferece pagamento da tarifa de ônibus através de QR Code.

O software desenvolvido pela UPM2, estava em fase experimental desde outubro deste ano, agora será expandido, e até março de 2022 estará disponível em até 600 ônibus da capital paulista.

TESTES

Inicialmente, o pagamento via QR Code estava disponível para 17 veículos da linha 4031-10, Parque Santa Madalena – Metrô Tamanduateí.

Agora, foi autorizada expansão do projeto para outras linhas, que ainda estão sendo definidas em estudo técnico.

INTEGRAÇÃO

Ainda de acordo com a startup, nesta nova fase do projeto, ainda não será possível a integração, mas a função ainda deverá ser desenvolvida.

“Estamos muito animados em participar desse momento de grande transformação tecnológica, em um dos maiores sistemas de transporte público do mundo. Com certeza a expansão desse projeto, irá facilitar a vida da população da Cidade de São Paulo. Nosso propósito é facilitar a jornada dos usuários do transporte público, promovendo a inclusão por meio da tecnologia”, afirmou o CEO e Cofundador da UPM2, Rodrigo Petroni, em nota.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta