BBF 2021: Caio Alpha restaurado pela Metrópole Paulista vai recontar parte da história dos transportes de São Paulo

Veículo começou a operar em 1996 e “contribuiu” para diferentes fases do maior sistema de ônibus da América Latina

ADAMO BAZANI

 A cidade de São Paulo é o maior sistema de transportes da América Latina.

De acordo com a SPTrans (São Paulo Transporte), gerenciadora dos serviços, são 13.766 ônibus, 1339 linhas e 6,5 milhões de passagens por dia (antes da pandemia de covid-19). O sistema necessita de R$ 8 bilhões por ano para ser operado.

Essa grandiosidade não se expressa apenas por números, mas por histórias de vidas e sonhos, ainda mais em uma cidade que abre oportunidades não só para todos os brasileiros, mas para o mundo.

Para chegar a esta importância, o sistema da cidade de São Paulo passou por diversas fases e os ônibus foram agentes deste processo.

Parte desta história poderá ser revista de perto por meio de um ônibus restaurado pela Viação Metrópole Paulista na BBF (BusBrasil Fest) tradicional exposição sobre a evolução do transporte de passageiros por ônibus, que ocorre no próximo domingo, 12 de dezembro de 2021, em frente ao estádio do Pacaembu, na Praça Charles Miller, zona Oeste da capital paulista. O evento é gratuito.

Trata-se de um modelo Caio Alpha Mercedes-Benz OF-1620, ano 1996.

Este ônibus “testemunhou” fases como a consolidação do modelo de serviços nos anos posteriores à privatização da CMTC (Companhia Municipal de Transportes Coletivos) e a implantação do chamado sistema “Interligado”, implantado em 2003, que representou uma nova dinâmica de distribuição de linhas, ampliação de corredores exclusivos, a criação em 2004 do Bilhete Único (a maior solução de integração até hoje nos transportes brasileiros) e uma nova padronização visual da frota com o intuito de organizar melhor o sistema e ajudar o passageiro a identificar a região atendida pelos ônibus de acordo com as cores diferentes em na dianteira e traseira dos veículos.

Aliás, o Caio Alpha ostenta justamente esta pintura, com o destaque para a cor amarela, indicando que seus serviços foram prestados na zona Leste da capital paulista.

De acordo com a Metrópole Paulista, diversas áreas da empresa se empenharam para este resgate histórico: pessoal do administrativo, eletricistas, funileiros, pintores, mecânicos e tantos outros que deram o melhor de seus talentos não só para restaurar um ônibus, mas deixar para a população paulistana a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre as memórias de seu sistema de transportes.

SERVIÇO:

Evento: BBF (BusBrasil Fest) – 2021

Edição: 15ª edição, 20º ano

Onde: Praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, na zona Oeste de São Paulo

Quando: 12 de dezembro de 2021, das 10h às 17h

Custo: Gratuito

Realização: Portal do Ônibus

Apoio: Diário do Transporte

Obrigatório uso de máscara facial de proteção contra a covid-19

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Nilton Gonçalves dos Santos disse:

    Ficou lindo! Parabéns a Metrópole Paulista que conseguiu em detalhes restaurar nos detalhes este belíssimo pedacinho da história do transporte coletivo de São Paulo.

Deixe uma resposta