Wemobi passa a cobrar 20% do valor pago em caso de cancelamentos

Foto: Diário do Transporte

Antes da mudança o passageiro podia efetuar a desistência de maneira gratuita

WILLIAN MOREIRA

A Wemobi, startup de viagens rodoviárias, alterou a sua política para cancelamento de passagens que começou a vigorar a partir desta terça-feira, 7 de dezembro de 2021.

Conforme nova informação em seu site, passa a ser cobrado 20% do valor pago como taxa por desistência de viagens, com o cliente recebendo de volta 80% do que pagou.

Quanto ao tempo máximo para cancelar, fica estipulado até 3h antes do horário de partida, bastando ao cliente acessar o site com seu login e senha e ir na opção “Minhas Compras”.

A Wemobi atualmente possui 18 destinos localizados em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com uma frota composta por 45 ônibus em sua plataforma.

A projeção da startup é chegar a 30 cidades atendidas até o dezembro deste ano.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. vagligeiro disse:

    Simplesmente entrou na regra da ANTT. Ok até então.

  2. Luís Antônio disse:

    Mais do mesmo. Fingem inovação.

Deixe uma resposta