Doria poderá rever flexibilização do uso de máscaras após parecer do Comitê Científico com a confirmação da Ômicron em SP

Segundo Governo do Estado, parecer da equipe deve ficar pronto na próxima semana

ADAMO BAZANI

O governador de São Paulo, João Doria, informou nesta terça-feira, 30 de novembro de 2021, que solicitou ao Comitê Científico do Governo do Estado uma nova avaliação sobre a necessidade do uso de máscaras em ambientes abertos, após a confirmação de dois casos em São Paulo (um casal vindo da África) com a variante Ômicron do coronavírus.

Dependendo do parecer dos médicos e cientistas do comitê, a possibilidade prevista inicialmente de liberação do uso de máscaras em ambientes abertos a partir de 11 de dezembro de 2021 pode ser suspensa. Segundo o governo do Estado, o parecer deve ficar pronto na próxima semana, após reunião do grupo.

“O nosso parâmetro sempre foi o cenário epidemiológico em São Paulo. E, por isso, precisamos saber o impacto da nova variante com a flexibilização do uso de máscaras em espaços abertos. É necessário ter cautela e avaliar esse novo elemento. O nosso compromisso é com a saúde da população”, disse Doria, de acordo com nota à imprensa.

Independentemente do parecer do Comitê, o uso das máscaras continuará obrigatório em ambientes fechados e no transporte público, como em terminais, estações, pontos, paradas, vans, micro-ônibus urbanos, ônibus rodoviários, trólebus, monotrilho, VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), BRT (Bus Rapid Transit), trens, metrô.

O uso no transporte individual privado, como em táxis e carros de aplicativo, também continua obrigatório, assim como em aviões e aeroportos.

As pessoas terão de manter a máscara também em comércio de rua, shoppings, cinemas, teatros, casas de shows, igrejas, templos em geral, postos de combustíveis, lojas de conveniência, etc.

De acordo com a nota, o Estado de São Paulo tem hoje 75,8% da população com esquema vacinal completo, ou seja, com duas doses do imunizante do Butantan/Coronavac, da Fiocruz/Astrazeneca/Oxford e Pfizer/BioNTech, além da dose única da Janssen. Se considerada apenas a população adulta, SP tem hoje cerca de 93,7% das pessoas vacinadas.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta