Conselho Municipal de Transporte de Maceió (AL) recomenda extinção do contrato com a Veleiro

Motivo seria o descumprimento de cláusulas por parte da concessionária, penalizando a população dependente do serviço

WILLIAN MOREIRA

Em reunião realizada nessa quarta-feira, 24 de novembro de 2021, o CMTC (Conselho Municipal de Transportes Coletivos) recomendou que seja decretada a caducidade do contrato de prestação do transporte coletivo na cidade de Maceió, estado do Alagoas, com a empresa Veleiro.

Na visão de André Costa, presidente do conselho, as providencias são necessárias em razão dos problemas no atendimento a população, exemplificando o fato de que em abril deste ano foi instaurado um processo para apurar as irregularidades cometidas.

Com a recomendação feita, caberá a SMTT (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito) decidir sobre a extinção ou não do contrato, passando também pela analise e aprovação ou não do prefeito.

Durante o encontro, a diretora do SIMM (Sistema Integrado de Mobilidade de Maceió), Paula Isanelle, apresentou relatório com demandas e queixas enviadas por passageiros do transporte através de um canal de comunicação criado no WhatsApp, pontuando também infrações da empresa.

Entre as irregularidades são o descumprimento das ordens de serviço, a disponibilidade de GPS nos ônibus que operam na capital e mau estado de conservação dos veículos.

Representantes da Veleiro também tiveram a oportunidade de explicar e ou se defender das acusações que foram feitas pelos membros do conselho.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta