Metrô de Londres volta a operar 24 horas aos sábados e domingos em duas de suas principais linhas; serviço Night Tube aumenta a segurança e ativa o turismo na madrugada, diz prefeito

Night Tube beneficia teatros, locais de música ao vivo, restaurantes e muito mais...

Trens funcionam em conjunto com os sistemas de ônibus noturno e táxi, dando suporte a milhares de trabalhadores que precisam ir ou voltar do trabalho à noite, além de atender o setor de entretenimento

ALEXANDRE PELEGI

O Night Tube, programa lançado em 2016 em Londres pelo atual prefeito Sadiq Khan, estará de volta no dia 27 de novembro de 2021.

A notícia foi divulgada pelo próprio prefeito nessa quinta-feira, 14 de outubro de 2021, atendendo a milhares de londrinos que vinham pedindo o retorno do funcionamento das linhas mais importantes durante 24 horas por dia aos sábados e domingos.

Quando foi lançado, o Night Tube (metrô noturno) alcançava as linhas Central, Victoria, Jubilee, Northern e Piccadilly. Os trens passavam a cada 10 ou 20 minutos, dependendo das estações, e os trens operavam em conjunto com os serviços existentes de ônibus noturno e táxi.

O programa estava suspenso desde março de 2020 devido à pandemia do coronavírus. Agora, com o recuo dos casos e a vacinação maciça, milhares de londrinos estavam reivindicando a volta da operação.

Para atender aos pedidos, as autoridades da TfL (Transport for London), empresa pública que gerencia o transporte da capital do Reino Unido, decidiu reabrir os serviços 24h nos finais de semana em duas linhas, Central e Victoria.

Os trens voltarão a rodar sem interrupção nessas linhas a partir da madrugada de sábado, 27 de novembro.

Dentre as pressões feitas pela reabertura, estava uma petição assinada por 138.000 pessoas pedindo que a TfL reabrisse o serviço Night Tube neste inverno para proteger mulheres e meninas.

Quase três quartos de milhão de viagens foram feitas no serviço Night Tube na linha Central e Victoria desde seu lançamento, em agosto de 2016.

Foto: Veronica Kierme

Ao lançar o serviço há cinco anos, o prefeito afirmou que Night Tube “dá suporte a milhares de trabalhadores que precisam ir ou voltar do trabalho à noite, oferece enormes benefícios econômicos para nossa economia noturna vital e ajuda os londrinos a chegar em casa com rapidez e segurança após uma noitada”.

Sadiq Kahn afirmou que o serviço reduz o tempo das viagens noturnas em uma média de 20 minutos e, em alguns casos, em mais de uma hora. “Ele está ajudando os londrinos a chegar ao trabalho ou à sua casa à noite de forma rápida, segura e acessível”, disse.

Dados da TfL apontam que 50% das pessoas que usam ônibus noturnos estão indo ou voltando do trabalho, portanto, os trabalhadores dos turnos da manhã e da madrugada podem se beneficiar do metrô.

Tudo isso está ajudando a abrir a economia noturna de Londres para novas oportunidades – beneficiando teatros, locais de música ao vivo, restaurantes e muito mais”, disse o prefeito.

Antes da pandemia o cálculo da prefeitura era de que o Night Tube impulsionava a economia de Londres em £77 milhões por ano (cerca de R$ 570 milhões), apoiando cerca de 2.000 empregos permanentes.

Foto: Veronica Kierme

VÍDEO E POESIA

Quando lançado o serviço Night Tube fez tanto sucesso que virou poesia e vídeo…

Hussain Manawer criou o poema “The Night Tube”, que descreve como esse serviço ajuda londrinos de todas as esferas da vida. O jovem poeta se juntou ao produtor musical, Moghul Veyron, para criar este curta-metragem.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta