MG realiza segunda audiência pública para conceder rodoviária de BH, terminais e estações do Move metropolitano

Subsecretário de Transportes e Mobilidade da Seinfra, Gabriel Fajardo, em apresentação de audiência pública nesta quarta-feira (13)

Concessão será de 30 anos e futuro operador terá de investir R$ 116 milhões

ADAMO BAZANI

O Governo de Minas Gerais realizou nesta quarta-feira, 13 de outubro de 2021, a segunda audiência pública para a concessão à iniciativa privada do Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro (Tergip), em Belo Horizonte, e de cinco terminais e 17 estações do Sistema Move Metropolitano.

O encontro ocorreu de forma presencial no auditório do Tergip, no centro de Belo Horizonte, e também foi transmitida pelo canal do Youtube da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra).

A consulta pública vai até o dia 22 de outubro de 2021, data limite para envio de sugestões, o que pode ser feito pelo e-mail concessaoterminais@infraestrutura.mg.gov.br .

A documentação completa, bem como o formulário modelo de questionamentos e o regulamento com a forma de participação, estão disponíveis no site da Seinfra e também na página da Unidade de PPP de Minas Gerais (www.parcerias.mg.gov.br).

CONCESSSÃO:

A concessão será por 30 anos e engloba a Recuperação, Manutenção e Operação da rodoviária (Governador Israel Pinheiro – Tergip), dos cinco terminais e 17 estações do Sistema Move Metropolitano.

O modelo será de PPP (Parceria Público Privada).

Os terminais e estações do modelo metropolitano ficam nas cidades de Belo Horizonte, Sarzedo, Ibirité, Ribeirão das Neves, Vespasiano e Santa Luzia, com operação de 113 linhas de ônibus e movimentação diária de aproximadamente 900 mil pessoas.

Os terminais são: Terminal São Benedito, Terminal do Morro Alto, Terminal Sarzedo Terminal Justinópolis e Terminal Ibirité.

Já as estações são:

1) Risoleta Neves

2) Portal Santa Luzia

3) Ubajara

4) Atalaia

5) Alvorada

6) Bernardo Monteiro

7) Nossa Senhora de Copacabana

8) UPA Justinópolis

9) MG010 – San Marino Sentido C/B

10) MG010 – Trevo Santa Luzia sentido C/B

11) MG010 – Serra Verde sentido C/B

12) MG010 – Cidade Administrativa sentido C/B

13) MG010 – Morro Alto

14) MG010 – Serra Verde sentido B/C

15) MG010 – San Marino sentido B/C

16) Aarão Reis

17) Oiapoque

Neste período, a previsão é de que sejam investidos cerca de R$ 116 milhões pelo futuro operador.

Além disso, de acordo com cálculos da Seinfra, a concessão terá potencial para geração de aproximadamente 2,8 mil empregos diretos e indiretos, além da arrecadação de R$ 17,5 milhões em impostos.

Todos os terminais, estações e rodoviária devem ter um CCO (Centro de Controle Operacional) integrado controlando os espaços e as operações dos ônibus rodoviários e metropolitanos.

Os investimentos também devem implantar ou modernizar nas estações, terminais e rodoviária serviços e equipamentos como melhorias em banheiros e fraldários; revisão dos sistemas de escadas rolantes, esteiras automáticas e elevadores; revisão e atualização da sinalização; correções prediais (pintura, pisos e forros); implantação ou melhoria de acessibilidade para pessoas com deficiência; melhoria do sistema de iluminação; internet (wi-fi gratuito); recuperação de pavimento e drenagem, reformas estruturais.

“O Governo do Estado tomou a decisão de fazer essa licitação conjunta por entender que há uma sinergia significativa entre os equipamentos e que essa é uma oportunidade de melhorar a gestão e operação dos terminais metropolitanos”, disse o subsecretário de Transportes e Mobilidade da Seinfra, Gabriel Fajardo.

O edital deve ser publicado em dezembro e as propostas devem ser apresentadas em fevereiro de 2022.

A outorga mínima sugerida é de R$ 392,9 mil (R$ 392.924,56). Vende quem oferecer o maior valor.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta