Sindicato dos Rodoviários do Espírito Santo rejeita proposta para volta escalonada dos cobradores

Proposta foi apresentada pelos empresários. Foto: Sérgio Corrêa/ Ônibus Brasil.

Entidade pede que o retorno dos trabalhadores seja imediato e não por etapas

WILLIAN MOREIRA

O Sindirodoviários-ES (Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Espírito Santo) recusou a proposta apresentada pelos empresários do transporte de ônibus metropolitano da Grande Vitória, referente ao retorno dos cobradores.

A resposta enviada ao TRT (Tribunal Regional do Trabalho) do estado, responde ao proposto em audiência realizada em 21 de setembro de 2021, em que os trabalhadores do cargo de cobrador voltariam de maneira escalonada aos seus postos, iniciando nos veículos sem ar-condicionado.

A escala seria de 20% voltando em dezembro, 60% em janeiro e os outros 20% restantes em fevereiro de 2022.

A entidade sindical, no entanto, cobra que a volta seja imediata, pois existe a segurança mesmo em pandemia para que o retorno ao cargo aconteça.

Os cobradores estão longe de seus postos desde maio do ano passado devido à crise sanitária do coronavírus. Desde então, o pagamento em dinheiro não é aceito, cabendo ao passageiro pagar a tarifa com cartão eletrônico.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta