Viaduto Cury, em Campinas (SP), terá bloqueios parciais

Interdições entram em vigor a partir desta quinta (23)

JESSICA MARQUES

Uma obra vai gerar bloqueios no Viaduto Miguel Vicente Cury, na região central de Campinas, no interior paulista. As interdições entram em vigor a partir desta quinta-feira, 23 de setembro de 2021.

As intervenções são para ampliação da segurança viária, segundo a Prefeitura. A obra é comandada pela Secretaria de Infraestrutura.

Os bloqueios, realizados pela Setransp (Secretaria de Transportes) e Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas), se estenderão por cerca de três meses, de segunda a sexta-feira, no período das 9h até as 16h.

Na etapa inicial, será interditada a faixa direita do viaduto, no sentido bairro-Centro, desde o acesso pela Avenida João Jorge (sobre a linha férrea) até o início da Avenida Moraes Salles.

Os trabalhos consistem na substituição de 664 metros de defensas metálicas por barreiras de concreto do tipo “New-Jersey”, em diversos pontos do Viaduto Cury.

Segundo a administração municipal, a medida visa prevenir acidentes e quedas de veículos.

A circulação de veículos e ônibus do transporte público coletivo ocorre normalmente nas faixas de rolamento não impactadas pela interdição. Gradativamente, os bloqueios migrarão para outros pontos no entorno do Viaduto Cury, sempre de forma parcial, visando garantir a fluidez viária.

Agentes da Mobilidade Urbana vão sinalizar o local e monitorar a região impactada, segundo a administração municipal.

SEMÁFOROS

Outra alteração no trânsito divulgada pela Prefeitura é que novos conjuntos semafóricos ampliarão a segurança na circulação de pedestres, na Rua Araguaçu, junto à Praça Victorino Martins, no Jardim São Rafael, região do Taquaral.

Implantados pela Secretaria de Transportes e pela Emdec, os equipamentos, acionados por botoeira, entram em operação na próxima quarta-feira, 22 de setembro, a partir das 10h.

A análise técnica realizada pela Emdec indicou a necessidade de ampliar a segurança dos pedestres que acessam a Praça Victorino Martins. A área conta com academia ao ar livre, playground, pista de caminhada e quadra esportiva, atraindo frequentadores da terceira idade e crianças, moradores dos condomínios adjacentes.

A Rua Araguaçu possui duplo sentido de circulação e tráfego contínuo, dando acesso a bairros populosos, como Taquaral, Jardim Belo Horizonte, Jardim Bela Vista e Jardim Flamboyant. Proporciona conexão com vias importantes, como Ary Barroso, Cônego Pedro Bonhomme, João Iamarino, José de Souza Campos (Norte-Sul) e Palestina. Também dá acesso às rodovias Dom Pedro I e Engenheiro Miguel Noel Nascentes Burnier.

“O intenso tráfego de veículos e o alto fluxo de pedestres justificaram a implantação dos semáforos. O entorno da praça recebeu ainda revitalização das sinalizações horizontal e vertical. Foram instaladas placas de regulamentação e advertência e houve a pintura de faixas de pedestres, faixas de retenção e balizamento”, detalhou a Prefeitura, em nota.

Um levantamento realizado pela Emdec aponta que, pela Rua Araguaçu, circulam, em média, 1,4 mil veículos por dia, nos horários de pico. O trecho é atendido pela linha 355 (Vila Gênesis), que realiza 32 viagens e transporta cerca de 470 passageiros por dia útil. A Emdec investiu R$ 59,4 mil na implantação dos novos semáforos.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta