Greve do transporte coletivo de Rio Branco (AC) chega ao fim

Paralisação durou dois dias. Foto: Reprodução.

Trabalhadores aceitaram o pagamento de um vale de R$ 100 no final de cada dia de trabalho

WILLIAN MOREIRA

Após dois dias, a greve dos funcionários do transporte coletivo de Rio Branco, no Acre, se encerrou com um acordo entre os trabalhadores e a empresa Floresta. Os rodoviários voltaram ao trabalho nesta quarta-feira, 22 de setembro de 2021.

No acordo, ficou definido que, ao final de um dia de trabalho, será pago R$ 100 aos funcionários. Caso no final do mês estiver faltando algum valor, este será completado.

A proposta foi aceita pela categoria, que liberou o Terminal Central e permitiu a circulação dos veículos.

Nesta terça (21), o TRT-14 (Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região) através do desembargador Shikou Sadahiro, havia determinado a circulação 90% da frota de ônibus nos horários de pico e 70% nos demais horários enquanto durasse a paralisação do setor.

Caso essa liminar fosse descumprida, ficou estabelecida uma multa diária de R$ 50 mil e mais outra multa de R$ 10 mil por cada ônibus parado.

O desembargador destacou em sua decisão que, apesar do direito da greve, o transporte coletivo urbano é classificado como um serviço essencial e deve ser mantido, mesmo durante paralisações.

Os funcionários do transporte coletivo iniciaram nesta última segunda (20) a greve para cobrar o pagamento de direitos trabalhistas em atraso.

Relembre:

Trabalhadores do transporte coletivo em Rio Branco (AC) iniciam paralisação

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Antônio Lopes de Oliveira disse:

    Antônio Lopes de Oliveira

  2. Antônio Lopes de Oliveira disse:

    Antônio Lopes de Oliveira o transporte coletivo de Rio e porcaria ônibus velhos tudo sujo banco rasgados ônibus com duas portas que e proibido

Deixe uma resposta