CPTM assina contrato de R$ 60 milhões para construção de novo túnel de ligação com o Metrô na Estação da Luz

Plataforma central da estação Luz utilizada para desembarque de passageiros da Linha 11. Foto: Diário do Transporte/Arquivo

Consórcio vencedor da concorrência terá 48 meses de prazo, sendo 36 meses para a execução dos serviços e 12 meses de operação

ALEXANDRE PELEGI

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) assinou no dia 14 de setembro de 2021 o contrato para execução das obras da construção de um novo túnel que vai ligar seus serviços ao Metrô, na Estação da Luz, região central da capital paulista.

O contrato tem o valor total de R$ 59,9 milhões, base Maio/2021. O Extrato do documento foi publicado na edição do Diário Oficial do Estado desta quarta-feira, 22 de setembro de 2021.

O vencedor da Concorrência, o Consórcio Construtor Túnel Estação Luz, assinou contrato com prazo de vigência de 48 meses, sendo 36 meses para a execução dos serviços e 12 meses de operação assistida.

O Consórcio é composto pelas empresas Castilho Engenharia e Empreendimentos S/A, Heleno & Fonseca Construtécnica S.A., VAD Engenharia E Empreendimentos Ltda e HHTEC Comércio e Serviços Eireli.

Após o Consórcio ser habilitado, em 26 de maio de 2021, o processo licitatório teve de ser suspenso devido a recurso administrativo interposto pelo Consórcio TELAR – GROS Túnel Luz, composto pelas empresas Telar Engenharia e Comércio S.A. e Gros Engenharia – Eireli, contra o resultado final da licitação.

O recurso foi negado no dia 10 de junho, o que permitiu a assinatura do contrato encerrando o processo licitatório.

LIGAÇÃO

O objetivo da obra é ampliar e melhorar a circulação de passageiros que usam os dois sistemas de transporte de passageiros sobre trilhos.

Diário do Transporte, em agosto de 2019, noticiou que o Conpresp – Conselho de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo deu parecer favorável para a realização das obras do túnel que deve ter 117 metros de extensão.

Relembre:

A licitação engloba ainda adequações de acessos no local.

A Estação da Luz da CPTM recebe as linhas 7 – Rubi (Luz – Francisco Morato – Jundiaí) e 11 Coral (Luz – Estudantes/Mogi das Cruzes) e os serviços da linha 13-Jade  (Aeroporto Guarulhos), além de atendimentos da linha 10 – Turquesa. A estação também abriga o Expresso Turístico da CPTM, que faz viagens em trem histórico entre a Estação da Luz e Paranapiacaba, Mogi das Cruzes e Jundiaí.

Já pelo Metrô, servem a Luz as linhas 1-Azul (operada pela estatal) e 4-Amarela (operada pela concessionária ViaQuatro – CCR e Ruas Invest).

O local também é atendido por diversas linhas de ônibus urbanos que chegam de diferentes regiões.

Em nota, a CPTM detalhou as obras:

O prazo previsto para elaboração do projeto executivo e a execução da obra é de 36 meses, com valor estimado de cerca de R$ 68 milhões. O novo túnel terá início no entroncamento entre o saguão 2 da Estação Luz e o acesso atual na Rua Cásper Líbero. Esta obra irá desafogar a parte inferior da estação na ligação com as Linhas 1-Azul e 4-Amarela, principalmente nos horários de pico.
Na plataforma central está prevista a instalação de duas novas escadas rolantes onde hoje existem duas escadas fixas, e a construção de duas novas escadas fixas. O projeto também prevê a readequação dos sanitários existentes no mezanino do corredor principal e a construção de mais dois sanitários para pessoas com necessidades especiais.
Além disso, será construído um novo acesso à CPTM na Rua Cásper Líbero, ao lado da entrada da Linha 4-Amarela. As atuais entradas, na mesma rua, serão fechadas já durante a obra.
“Além de ser uma das mais bonitas da cidade, a Estação Luz é também uma das mais importantes por interligar CPTM, Metrô e ViaQuatro. A construção do novo túnel irá garantir mais mobilidade, segurança e rapidez para os passageiros destes modais ferroviários”, afirma Alexandre Baldy, Secretário de Transportes Metropolitanos de São Paulo.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta