TRT-ES dá 72 horas para apresentação de proposta sobre volta dos cobradores no Transcol

Volta deve ser nos ônibus sem ar-condicionado. Foto: Anderson Sousa Feijó/Ônibus Brasil.

Sindicato da categoria tem até 29 de setembro para responder a essa proposta

WILLIAN MOREIRA

Na tarde desta terça-feira, 21 de setembro de 2021, foi realizada uma audiência pré-processual entre o Sindirodoviários (Sindicato dos Rodoviários), GVBus (Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória) e Semobi (Secretaria de Estado de Mobilidade e Infraestrutura) para definir a questão dos cobradores de ônibus do transporte Transcol.

Com a mediação da vice-presidente do TRT (Tribunal Regional do Trabalho), desembargadora Daniele Corrêa Santa Catarina, ficou definido que em até 72 horas, ou seja, até 24 de setembro, o Estado do Espírito Santo, em conjunto com o GVBus, deve enviar um termo de proposta com indicativo do retorno dos cobradores.

A volta dos profissionais será nos chamados “ônibus quentes”, aqueles que não possuem ar-condicionado. Este retorno deve acontecer até o final de 2021.

O sindicato da categoria também recebeu um prazo, devendo até o dia 29 se manifestar se aceita, rejeita ou se possui outro acordo a ser proposto.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta