CPTM faz chamamento público para software de previsões climáticas

Linha 12 alagada. Objetivo é ter informações meteorológicas para mitigar problemas na operação

Objetivo é o monitoramento meteorológico em tempo real para auxiliar a programação de atividades ou previsão de alagamentos e raios em áreas da Companhia

ALEXANDRE PELEGI

A CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos deseja adquirir um software ou alguma outra solução tecnológica que faça previsões climáticas com monitoramento meteorológico em tempo real. A finalidade é auxiliar a programação de atividades ou previsão de alagamentos e raios em áreas da Companhia.

A publicação consta da edição do Diário Oficial do Estado desta terça-feira, 21 de setembro de 2021.

Para esse fim, a empresa abriu um Chamamento Público para a realização de uma Prova de Conceito (PoC – “Proof of Concept”).

O significado dessa Prova é verificar se a solução que for apresentada vale o investimento da empresa.

A Prova é uma maneira de fazer esse teste, em escala reduzida, para evitar que a Companhia compre um produto que não atenda ao objetivo requisitado.

Em resumo, é uma maneira de se conhecer melhor a tecnologia que será implementada, seja um software/hardware.

Os interessados em fornecer essa solução e realizar a Prova deverão protocolar seu desejo de participação através do correio eletrônico chamamentospublicosDO@cptm.sp.gov.br.

Essa manifestação deverá ser apresentada nos termos do edital, em até 24 meses, contados a partir da data de hoje

O edital está disponível nos sites http://www.cptm.sp.gov.br e www.imprensaoficial.com.br.


AÇÕES PREVENTIVAS

​As chuvas de Verão preocupam sempre a Gerência Geral de Manutenção (GOM) e a Gerência Geral de Operação (GOO) da CPTM. Essas duas áreas da empresa anualmente preparam várias ações preventivas para minimizar os impactos das chuvas na operação.

São revisados os sistemas de para-raios da rede aérea e das instalações fixas (estações e salas técnicas), além da limpeza de canaletas, drenos e galerias de águas pluviais no entorno das estações e vias. Isso tido além de capina, roçada e controle arbóreo das áreas de domínio da CPTM.

A empresa ainda investe na construção de proteções para as salas técnicas das estações, chamadas de House ou Bangalô, onde há equipamentos sensíveis que não podem ser molhados. Todas as equipes recebem treinamento de reciclagem de emergências específicas para a condição de chuva e alagamento.

O Centro de Controle Operacional (CCO) e o Centro Integrado de Manutenção (CIM) recebem informes de previsão meteorológica diretamente da Defesa Civil para acelerar o acionamento dos procedimentos operacionais. Quando há necessidade, a CPTM solicita acionamento de ônibus gratuito pelo PAESE (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência).

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta