Com integração no transporte coletivo em Franca, 70 mil clientes pagam menos para andar de ônibus

São os que precisam fazer integração entre linhas, cujo tempo para gratuidade no segundo embarque foi estendido para 2 horas

ALEXANDRE PELEGI                      

A concessionária São José, responsável pelo transporte coletivo de Franca, no interior de São Paulo, estendeu o tempo de integração temporal nos ônibus da cidade de uma hora e meia para duas horas.

Com essa mudança, quase 70 mil clientes do sistema de ônibus municipal, em média, que utilizam os bilhetes eletrônicos que permitem a integração entre os veículos, foram diretamente beneficiados.

Os ônibus em Franca já têm uma alta taxa de gratuidade, graças aos possuidores do Cartão Idoso e Cartão Gratuidade, que representam 43% de todos os clientes do sistema.

Já a integração temporal, esta está atrelada ao uso dos cartões Comum, Vale-Transporte, Escolar, Subsidiado, Especial Pagante e Servidor Público. Para o diretor de Comunicação da São José, Paulo Barddal, este é mais um benefício que resulta em economia para os usuários de ônibus. A medida também estimula o uso do Cartão Comum pela população.

Isso porque o Cartão Comum ainda oferece um desconto de R$ 0,20 a cada vez que ele for usado, além da integração por um período de duas horas.

O cartão Comum pode ser usado por qualquer cliente do transporte urbano em Franca. Feito na hora, mediante um pré-cadastro e emissão, basta ir até o posto de venda do Terminal Ayrton Senna, no Centro, com os documentos originais.

Os documentos são: CPF, RG e um comprovante de endereço recente, que pode ser uma conta de energia de um dos últimos três meses, por exemplo.

A recarga pode ser feita nos pontos de vendas da São José ou, então, na rede de estabelecimentos comerciais credenciados, com mais de 50 pontos espalhados pela cidade. Os endereços estão disponíveis no site: https://www.empresasaojose.com.br.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta