Motorista de ônibus troca de lugar com ciclista em campanha de conscientização em Curitiba

Ação foi feita em parceria com o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR)

ALEXANDRE PELEGI

Ficar no lugar do ciclista e sentir todos os problemas do trânsito na própria pele, principalmente quando causados por grandes veículos…

Esse foi o espírito de uma campanha de conscientização no trânsito feita pelas empresas de ônibus de Curitiba em parceria com o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR).

Os motoristas das empresas puderam sentir a diferença entre dirigir uma máquina que pesa no mínimo 15 toneladas e uma frágil magrela. Entre a proteção de uma carcaça metálica e a ausência total de qualquer parachoque, onde seu corpo está totalmente exposto a qualquer baque.

A atividade começou com um bate-papo sobre a importância da direção defensiva. Trata-se, na verdade, de aprender a dirigir pensando no outro, prevenindo acidentes, e respeitando especialmente pedestres e ciclistas.

Em seguida, os motoristas subiram em uma bicicleta estática e foram submetidos àquilo que, muitas vezes, provocam em muitos ciclistas, mesmo sem perceber… Um ônibus passou próximo, fazendo com que sentissem na pele o que todo ciclista sente.

Para o diretor-executivo das Empresas de Ônibus de Curitiba, Luiz Alberto Lenz César, essa campanha é importante, principalmente porque as operadoras observaram um aumento considerável de ciclistas dividindo as vias com os ônibus, até mesmo nas canaletas, de uso exclusivo do transporte coletivo.

“Diante disso, fizemos essa campanha para conscientizar nossos motoristas da importância de ter cuidados com os ciclistas. Esperamos que isso ajude a evitar acidentes e salvar vidas”, disse Lenz César.

“E aproveitamos também para pedir a colaboração dos ciclistas, a fim de que respeitem as regras de trânsito. Como dizem, um trânsito seguro é responsabilidade de todos”, afirmou.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta