Prefeitura de Teresina (PI) e empresários de ônibus iniciam negociações para resolver problemas do setor

Ônibus municipal de Teresina. Foto: Glauber Medeiros/Ônibus Brasil.

Um dos pontos abordados foi o pedido de um auxílio para as empresas de transporte

WILLIAN MOREIRA

Os empresários do transporte coletivo e a presidência do Consórcio SITT se reuniram nesta terça-feira, 14 de setembro de 2021, com o superintendente do Strans (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito), Major Cláudio Pessoa, para iniciar as negociações para encontrar uma solução para a crise do transporte coletivo de Teresina, no Piauí.

No encontro, foram discutidos pontos sobre as respostas protocoladas pelo SITT na segunda (13) a respeito das afirmações realizadas pelo poder público e pela CPI.

Relembre:

Empresas de ônibus de Teresina (PI) contestam propostas da Prefeitura e cobram dívida

Também foi pedido um auxílio temporário para as empresas do transporte  coletivo, como forma de ajudar a atravessar o período de dificuldades, agravado pela pandemia.

Segundo a advogada do Consórcio SITT, Naiara Moraes, o encontro foi produtivo para dar continuidade as negociações entre as partes.

“O encontro foi motivado para dar continuidade aos diálogos e esclarecer alguns pontos sobre as respostas que foram dadas e protocoladas pelo Consórcio SITT à Strans. Estamos reiniciando a construção de uma nova minuta que traga informações financeiras importantes para a retomada do serviço”, disse Naiara, em nota.

A advogada ainda reforçou que os empresários estão dispostos a dialogar com o município para alcançar uma proposta financeira agradável, aguardando ainda uma nova rodada de conversas e debates sobre este tema.

Do outro lado, o major Cláudio compreendeu as dificuldades das empresas de ônibus de acordo com o SETUT (Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina), inclusive sobre o pedido de um aporte financeiro temporário.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta