Greve de ônibus da Veleiro, em Maceió, prossegue nesta terça (14)

Trabalhadores reclamam que viação não quer negociar os pagamentos atrasados

ADAMO BAZANI

Novamente, passageiros que dependem dos ônibus da Auto Viação Veleiro, em Maceió, não podem contar com os serviços da empresa nesta terça-feira, 14 de setembro de 2021.

Na última sexta-feira (10), os trabalhadores cruzaram os braços alegando que não recebem salários e direitos.

A empresa tem cerca de 250 funcionários que dizem que estão com salários, 13º salário de 2020 que foi parcelado, e benefícios como vale-alimentação, com atrasos de até três meses. Os trabalhadores dizem ainda que estão sem depósitos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) há sete anos.

Segundo a categoria, a empresa de ônibus não está negociando possibilidades de pagamento.

A Veleiro foi autuada pela SMTT (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito).

A companhia opera 12 linhas. A prefeitura diz que emitiu autorização para outras empresas de ônibus que atuam na cidade reforçarem o atendimento nas mesmas regiões onde a Veleiro opera.

Ao todo, 12 linhas estão sem operações pela empresa:

Circular 1

Circular 2

Pontal/ Ufal

Trapiche/ Ufal

Pontal/ Iguatemi

Vergel/ Jatiuca

Usineiros/ Trapiche

Joaquim Leão/ Ponta Verde

Joaquim Leão/ Feitosa

Santo Eduardo

Avenida/ Santo Eduardo

Cruz das Almas/ Trapiche

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta