Funcionários do Grupo Caio recebem segunda dose de vacina contra covid-19

Trabalhadores foram imunizados nesta sexta (10). Foto: Divulgação.

Imunização foi para profissionais que trabalham em Botucatu (SP), mas residem em municípios próximos

JESSICA MARQUES

Nesta sexta-feira, 10 de setembro de 2021, foi feita a aplicação da segunda dose da vacina Oxford/AstraZeneca, contra covid-19, para profissionais que trabalham em Botucatu, no interior paulista, mas residem em municípios próximos.

A ação é uma inciativa da Prefeitura Municipal de Botucatu, por meio da Secretaria de Saúde, com o apoio de indústrias e empresas da cidade.

O Grupo Caio foi uma das bases de aplicação da primeira dose, que aconteceu em 18 de junho, e também participou desta etapa que beneficia profissionais da indústria, como também seus colaboradores e terceiros.

A diretoria do Grupo novamente cedeu um amplo espaço que foi recém-reformado, além da equipe de colaboradores da área de saúde e de apoio. “É mais uma oportunidade para que, de alguma forma, possamos agradecer esse grande trabalho de imunização em massa, que com muita alegria é concluído hoje aqui para nossos colaboradores e funcionários da indústria”, afirmou um dos diretores da empresa, Marcelo Ruas.

“Assim como na primeira fase de vacinação, mantivemos todas as regras de prevenção ao vírus e remanejamos a ação para uma nova área da empresa, para maior conforto de todos. São mais de 60 profissionais envolvidos, sendo 40 do Centro de Saúde Escola de Botucatu e os demais, colaboradores de diversos setores do Grupo Caio como Serviço Médico, Serviço Social, Segurança, Recursos Humanos, Comunicação e Marketing, Manutenção, Logística, Patrimônio”, disse a gerente de Recursos Humanos, Flávia dos Anjos.

A vacinação em massa em Botucatu faz parte do projeto de estudo da vacina produzida pelo laboratório Astrazeneca, Universidade de Oxford e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), elaborado pela parceria entre a Prefeitura, Ministério da Saúde do Governo Federal, Unesp, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu e Fundação Gates.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta