Prefeitos do ABC vão manter regras de restrições até 30 de setembro, menos São Caetano do Sul

Ônibus em São Bernardo do Campo

Normas para barrar o avanço da covid-19 estão mais rígidas na região que o Plano São Paulo de Doria; Ônibus seguem sem limitações

ADAMO BAZANI

Em reunião na manhã desta sexta-feira, 10 de setembro de 2021, os prefeitos do Consórcio Intermunicipal Grande ABC decidiram manter até 30 de setembro as restrições de horários e capacidade de ocupação das atividades de comércio e prestação de serviços na região.

A exceção é São Caetano do Sul que já segue o Plano São Paulo do governador João Doria, que é mais flexível e não limita mais o horário de funcionamento e a ocupação dos estabelecimentos de serviços e comércio.

Assim, Santo André, São Bernardo do Campo, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra permanecem com as medidas atuais que variam em cada cidade.

Em São Bernardo do Campo, por exemplo, o limite de ocupação é de 60% e, nos demais municípios, é de 80%. Somente São Caetano do Sul permite 100% na região, como autoriza Doria.

O Plano São Paulo e uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) permitem que as cidades adotem regras mais rígidas que a determinação do Estado, mas nunca mais flexíveis que as normas estaduais.

Trata-se de mais uma ampliação do prazo-limite das regras mais rígidas, que terminariam em 15 de setembro.

Apesar de a ocupação dos leitos de UTI e de enfermaria para a covid-19 estar controlada, o avanço da variante Delta da covid-19, que é mais transmissível preocupa.

Os ônibus de cada cidade continuarão operando sem restrições de horário e lotação.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta