ANTT recebe lideranças da Abrati para discutir transporte rodoviário

Encontro foi realizado nesta quinta (09). Foto: Divulgação.

Entre as pautas, estiveram fiscalização do transporte clandestino e monitoramento da operação

JESSICA MARQUES

A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) recebeu lideranças da Abrati (Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros) nesta quinta-feira, 09 de setembro de 2021.

Na ocasião, o diretor-geral da ANTT, Rafael Vitale, e o superintendente de serviços de transporte rodoviário de passageiros da ANTT, Luciano Lourenço, receberam o diretor presidente da Abrati, Eduardo Tude, e o assessor jurídico Fernando Vilela.

Entre os assuntos discutidos estão o novo marco legal do transporte rodoviário, monitoramento da operação (Monitrip), fiscalização do transporte clandestino, entre outros temas.

Atualmente, a Abrati representa 90 empresas de transporte rodoviário, que geram cerca de 40 mil empregos diretos. Esse foi o primeiro encontro do novo diretor-geral com as lideranças da Abrati.

Em nota, a ANTT detalhou que Rafael Vitale “ressaltou a importância da agência ter o foco nos usuários e atuar para que o serviço rodoviário de passageiros seja entregue com qualidade, atendendo as expectativas de quem utiliza o transporte no dia a dia”.

Sobre o novo marco regulatório, Vitale “garantiu que a ANTT trabalha para alcançar regras que estabeleçam para o setor: isonomia entre os concorrentes, modernização, equilíbrio e qualidade da prestação de serviço”.

Por sua vez, o diretor presidente da Abrati, destacou o trabalho que vem sendo feito pela associação para que o mercado de passageiros siga em evolução.

Além disso, o diretor presidente também enfatizou “a importância dos avanços que o Monitrip trouxe para o setor, com o monitoramento remoto de toda a operação de transporte rodoviário. A associação também deseja um novo marco regulatório que traga harmonia e equilíbrio para o setor, com regras isonômicas para os atores envolvidos”.

No fim, o diretor geral falou sobre a importância de uma agenda frequente para acelerar iniciativas que possam trazer melhorias da qualidade da prestação do serviço e evoluções regulatórias para o setor.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta