VLT da Marcopolo começa fase de testes para homologação

Testes do modelo Prosper devem acontecer nos trilhos da Maria Fumaça – Trem do Vinho, em Bento Gonçalves, entre setembro e outubro, sempre à noite

ADAMO BAZANI

A Marcopolo Rail, divisão de negócios da Marcopolo destinada à fabricação de produtos metroferroviários, anunciou nesta segunda-feira, 06 de setembro de 2021, que dará início aos testes para homologação de seu VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) modelo Prosper.

Os testes ocorrerão com apoio da Giordani Turismo no mesmo trajeto onde trafega a Maria Fumaça, em Bento Gonçalves.

Segundo a Marcopolo, a chegada do Prosper VLT à Estação está prevista para ocorrer no dia 9 de setembro.

Até meados de outubro, a fabricante fará os testes das 22h às 6h, no trecho entre Bento Gonçalves e Carlos Barbosa – percurso do Trem do Vinho, da Serra Gaúcha.

“Os testes fazem parte das últimas etapas de homologação do VLT e visam assegurar que os sistemas e componentes estejam projetados, instalados, testados e mantidos de acordo com as necessidades e requisitos operacionais”, disse em nota, o diretor da Marcopolo Rail Petras Amaral.

As viagens de Maria Fumaça – Trem do Vinho, um dos passeios mais procurados por turistas que visitam o Rio Grande do Sul, seguirão sendo fetias normalmente, pela manhã e tarde durante o período de testes.

O modelo de VLT será utilizado pela Giordani Turismo em um novo roteiro turístico na região Sul do Brasil, ainda sem data prevista para operação.

Na nota, a Marcopolo detalha como é o modelo

O Prosper VLT, lançado em dezembro de 2020, é um veículo leve sobre trilhos de embarque em nível, versátil e desenvolvido para atender os mais diversos projetos de transporte ferroviário de passageiros. Foi desenvolvido com foco em baixos custos de implementação ou recuperação de sistemas existentes e baixos custos de operação, aliados a design moderno e conforto.

“Com o Prosper VLT, preenchemos uma lacuna no mercado brasileiro por meio da fabricação de um veículo 100% nacional nesta categoria e, portanto, bastante competitivo tanto no Brasil quanto para a América Latina”, comenta Amaral.

 As propulsões podem ser a diesel com baixo nível de emissões, bimodal (sistemas diesel e elétrico operando alternadamente), híbrida (com baterias ou capacitores) ou elétrica. Pode ser constituído por composições de até quatro carros de 18 metros de comprimento, nas versões urbanas, turismo e intercidades. É bidirecional e pode ser produzido para circular em bitola métrica, standard ou larga.

Dados técnicos

  • Altura interna: 2.384 mm
  • Largura interna: 2.700 mm
  • Plataforma de embarque: 1,10m
  • Posto para cadeirante: um em cada carro (0,8 m X 1,2 m);
  • Número de portas: até 3 portas laterais de cada carro
  • Saídas de emergência: 4
  • Conformidade com as normas internacionais
  • Interface em tempo real: rotas, mídia, GPS, ethernet, telas, etc.
  • Capacidade de Passageiros por composição de quatro carros: Versão Urbana – 760 | Versão Intercidades – 280

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Tomara que dê certo, o Brasil bem representado..

Deixe uma resposta