Ônibus do Rio terão aplicativo para registrar casos de criminalidade

Ferramenta digital auxiliará as instituições de Segurança Pública no combate à criminalidade, suprindo baixo número de ocorrências feitas por vítimas e garantindo mapeamento mais realista das zonas críticas

ALEXANDRE PELEGI

A equipe técnica da Fetranspor (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro) apresentou nesta quinta-feira, 02 de setembro de 2021, um aplicativo on-line para armazenar dados referentes a assaltos, incêndios e vandalismo nos ônibus da cidade do Rio de Janeiro.

A apresentação foi feita aos representantes das empresas de ônibus cariocas, que já estão aptas a reportar informações digitalmente.

A empresa de ônibus vitimada reportará ao programa as informações, que serão compartilhadas com as autoridades de Segurança.

Essa prática se dará sempre a cada ocorrência. O aplicativo on-line tem a capacidade de armazenamento de dados referentes a assaltos, incêndios e vandalismo

A intenção é auxiliar as instituições de Segurança Pública no combate à criminalidade.

Com a ferramenta, o Rio Ônibus, Sindicato das Empresas de Ônibus da Cidade do Rio de Janeiro, fará parte da plataforma eletrônica SAFE (Sistema de Acompanhamento de Frota em Emergência), desenvolvida pela Fetranspor e testada com sucesso em outras regiões do estado.

Com os dados, os pontos mais críticos serão georreferenciados, o que dará maior subsídio para investigações e patrulhamento das forças policiais.

O porta-voz do Rio Ônibus, Paulo Valente, explicou que o objetivo é que as manchas criminais da cidade sejam fidedignas à realidade. “Muitas vezes as vítimas de assaltos não registram as ocorrências, criando uma falsa imagem de tranquilidade em diversas regiões. Por isso estamos aderindo ao SAFE. A meta é atrair maior atenção por parte do Estado para a proteção de passageiros e rodoviários, diminuindo ações de bandidos”, explica.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta